Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC 173

Renato Rebelo | 26/05/2014 às 00:08

Com o UFC 173 nos livros, chegou a hora desse pretensioso jornaleiro que vos fala vestir o chapéu de “matchmaker”.

Mantendo os pés no chão, dispensando confrontos improváveis e ignorando atletas já comprometidos, cheguei aos seguintes casamentos para os principais vencedores:

NUM1Renan Barão x TJ Dillashaw II

Por mais unilateral que tenha sido a disputa, não se nega uma segunda chance a alguém invicto há nove anos (três deles dentro do UFC). Sei que é escrotice pular Raphael Assunção, mas pensem comigo: Barão e Dillashaw possuem todos os ingredientes para a confecção de uma das maiores rivalidades técnicas do MMA atual. Com enredo bem trabalhado, o UFC pode, pela primeira vez, faturar alto com o impopular peso galo. Negar o nascimento mercadológico de duas estrelas, alavancadas pela concorrência, é atirar no dedão. Considerem, ainda, que o UFC 179 no Rio de Janeiro, em setembro, está sem “main event”…

NUM2Daniel Cormier x Rashad Evans

Jon Jones e Alexander Gustafsson devem se enroscar no dia 30 de agosto (UFC 177). Em caso de vitória do sueco, o melhor lutador peso-por-peso do mundo tem a revanche imediata assegurada. Não podemos descartar, também, outra batalha sangrenta, repleta de chagas. Sendo assim, mesmo que vença, Jones retornaria à cena lá pra meados de 2015. Acham mesmo uma boa ideia manter um cara de 35 anos tanto tempo inativo? Cormier ainda está se adaptando à nova categoria e, sejamos francos, não bateu nenhum top 5. Evans, por sua vez, está quase sarado do joelho e precisará, em breve, de par. Reinsiram Glover Teixeira no mercado contra outro, pois “Suga” é o número de DC!

NUM3Robbie Lawler x Johnny Hendricks II

A primeira luta entre eles foi praticamente decidida no cara ou coroa. Mesmo assim, Lawler não se abateu, voltou mais técnico e nocauteou o quinto do mundo. Botando na balança, acho que fica mais em conta ir de “Ruthless” do que apostar todas as fichas no vencedor de Tyron Woodley x Rory MacDonald. Lembrando que o canadense, favorito no UFC 174, foi derrotado por Lawler há menos de seis meses. Caso Woodley ou MacDonald recebam a chance, botaria Lawler pra trocar gentilezas com o “Imortal” Matt Brown. Que tal?

NUM4Takeya Mizugaki x Raphael Assunção

Pobre Rapha. Mas, vida que segue. Com a derrota de Barão, o pernambucano passa a ser o detentor da maior série invicta da categoria (6v). Atrás dele, vem o japa, que não perde desde fevereiro de 2012 e dominou ontem o duríssimo Francisco Rivera (adversário original de Assunção no UFC 170). Luta digna que renderá o “title shot” ao vencedor – nem que eu tenha que, novamente, pegar um avião para Las Vegas e urinar na maçaneta do carro de Lorenzo Fertitta.

NUM5Michael Chiesa x Joe Lauzon

O Náufrago, grande vencedor do TUF 15, provou novamente estar anos luz da boiada no chão. Que tal, então, testá-lo contra o sempre venenoso J-Lau, faixa-marrom duríssimo de Ricky Lundell (aluno de Pedro Sauer que, por sua vez, é pupilo de Rickson Gracie)? Desapeguem-se de socos e chutes, pois essa aqui podia rolar até no Metamoris ou na Copa Pódio.

Me ajudam com o destino de Francisco Massaranduba e Dan Henderson, amigos?

Abraços.

  • Shogod

    Dan Henderson vs Vencedor de FeijãoxBader
    Massara vs Barboza

  • Leonardo Carvalho

    Mais um BAITA texto Renato.
    Dan Henderson vs Glover Teixeira seria muito absurdo de casar? Dois tops (apesar dos 40 e tantos de Hendo) que vem de derrotas incontestáveis e tem direitas poderosas.
    Quanto ao nosso querido Massara, acho que o caminho é a volta lá pros abridores de card, Charlie Breneman talvez (se é que não foi demitido ainda).

  • Thiago Felix

    Sem teorias de conspiração, mas eu DUVIDO que o UFC coloque um americano pra defender pela primeira vez seu cinturão em território tão hostil quanto o Brasil. E por mais que o Barão seja quem é, ele não defendeu seu cinturão 10 vezes como o Anderson. Uma lutinha pra colocar a cabeça no lugar antes da revanche cairia bem.
    E o Daniel Cormier já está com o title shot garantido. Mas como a chance dele talvez só venha em 2015, é provável que o UFC escale alguém que não ofereça muito riscos pro “Fedor Black”, só pra ele passar o tempo. Meu palpite: o vencedor de Bader vs. Feijão.

  • Rômulo Rodrigues

    Hendo x Manuwa seria uma boa, acho… Ou o tio desce pra MW e vai contra Thales Leites/Tim Boetsch

  • bernardo Edler

    Massara x Joe Proctor / Tim Means
    Hendo x Manuwa / Jimmo

  • Tom Santana Barros

    acho que a disputa dos meio-médios , tem que ser de rory macdonald vs tyron woodley e colocar mais uma disputa pro robbie lawler ,vs carlos condit …ia ser demais …. ou seja ta mt embolado essa categoria ….com a perda de anderson silva,cigano e agora barão eu to apreciando a torcer para todo tipo de lutadores e não só brasileiros … se todos fossem assim seria melhor.tomara que o barão tenha mesmo uma revanche contra o dillashaw, mais vamos combina o americano luto muito …. juntou velocidade aliada a força todo tempo.. mais sei que barão não lutou nem a metade do que é capaz… poderia colocar dan henderson vs jimi manuwa são dois strikers muito bons …no caso de massaranduba ta decepcionando muito ta tendo que sobreviver no evento …queria ver ele contra john makdessi seria muito boa essa luta.

  • Alexandre Alberto

    Renato, queria uma opinião sua sobre as consequências mercadológicas que o UFC pode vim a enfrentar com dois de seus maiores mercados(Brasil e Canadá), estando sem campeões, exceto o Aldo. E alguns campeões americanos, como o Weidman e o Dillashaw, terem pouco apelo.
    Valeu, abraço.

    • Renato Rebelo

      É terrível pra eles – apesar do fato de que Aldo e Barão, mesmo na condição de campeões, têm menos apelo que Lyoto, Belfort e Cigano, por exemplo.O GSP, no caso, é uma perda irreparável. Toda a dificuldade do UFC de entrar em mercados como o mexicano, russo e inglês consiste exatamente em não ter um campeão para carregar a bandeira. Tentaram por anos botar o Bisping na fita, mas ele não ajudou mt. Olha como o Gustafsson ajudou a dominar a Suécia! Pensa aqui no Brasil como começamos a acompanhar o tênis por causa do Guga ou o boxe por causa do Popó. Por isso que todo esse papinho de que o UFC conspira contra estrangeiros é historinha pra boi dormir.

    • Dan Mendes

      Para os canadenses não faz muita diferença.

  • Erich Valadares

    Massaranduba x Iaquinta,Hendo vs Phillipous nos médios

  • Fernando Chaves

    Eu acho que o melhor para o BARÃO não seja a revanche imediata!! Setembro então tá muito em cima para curar as chagas da surra, ou seja, pouco tempo para treinar especificamente para o mix de velocidade, punch, angulações não tão ortodoxas do novo campeão !!! Barão é novo, muito bom tecnicamente, mas vai ter que se reinventar se encarar um TJ como no último sábado !!

  • Francis Couto Falbo

    Cormier x Glover , Barão x Tjdilashow, Henderson x Manuwa , Lawler x Hendricks,

  • Gustavo Trigueiro

    Eu gostaria de ver Hendo baixando pra os médios.
    Que tal Hendo x Yoel Romero?

    • Renato Rebelo

      Tb gostaria. Na real, ele já disse que deve baixar. Só não vejo o Romero como luta mais indicada pro vovô – a não ser que queiram ver ele sendo feito de boneco de pano novamente heheh

    • Fernando Chaves

      Eu gostaria de ver o Romero contra o Uáidima.

      • Renato Rebelo

        Se o Chris perder pro Lyoto no UFC 175, essa possibilidade fica mt real, hein

  • William Terres

    Complicado, eu colocaria o Massara contra um estreante americano, pra dar uma moral pra ele hehe

  • Leo Ferreira

    Massaranduba vs Charlie Brenneman e pro Hendo sombra e agua fresca, chega já, não vai alcançar cinta e já tem grana, só chinelinho e chá gelado a partir de agora.

  • Rodrigo OLiveira

    Neguinho falando de Dillashaw pra lá, Dillashaw pra cá. Escutem essa realidade: Dillashaw é bom lutador, mas convenhamos, ele NUNCA MAIS lutará o que lutou contra o Barão. Ele pode evoluir o quanto for, mas ele simplesmente estava fora do normal aquele dia, baixou um santo no cara. Aquele dia se Cain Velasquez arrumasse treta com o Dillashaw ia cair na piaba tbm. Ele é tipo aquele centroavante caneludo que faz 4 gols na final e decide o campeonato e nunca mais joga porra nenhuma o resto da carreira. Dillashaw é bom e continuará “apenas” sendo bom. Em condições normais de temperatura e pressão Barão ganha dele 11 vezes a cada 10 lutas. Anota aí.

    • zagolee

      Lembre-se que não foi uma vitória de um golpe só… Barão foi anulado por 5 rounds até ser finalizado.

      Barão aparentemente mais “forte” que Dillashow não conseguiu segurar, disse ele que o golpe no primeiro round foi decisivo e foi mesmo, mas foi mérito do Dillashow!

      Acho que Barão pode ganhar na revanche, mas se perder não será nenhum desmérito não… Dillashow evoluiu muito nas últimas lutas!

  • zagolee

    1. O UFC tem histórico de grande revanches, então acredito que Barão x TJ II aconteça mesmo…

    2. Daniel Cormier x Antony Johnson pra mim poderia ser um main event! (Rashad também é uma ótima opção!)

    3. Hendricks x GSP II faz sentido se o canadense superar suas crises nas infinitas terras… kkk!

  • Guilherme

    Hendo vs Wand III

  • Ronaldo

    Henderson x Manuwa e Massaranduba x Iaquinta ou um estreante

  • Nilo Júnior

    Acho que já perdi o timing do evento mas é que essa ideia me ocorreu hoje ao ouvir o Eddie Bravo falar do Tony Ferguson. Acho que o casamento de uma luta dele com nosso querido Edson Barboza seria interessante.

Tags: ,