Vitor Belfort e a presença do MMA nas Olimpíadas

Felipe Paranhos | 19/05/2014 às 23:44

Sei que falar de Vitor Belfort é quase sempre falar de polêmica, mas o Velho Leão sem TRT desta vez levantou um questionamento interessante.

Em entrevista ao Combate.com, o brasileiro manifestou seu desejo de ver o MMA nas Olimpíadas e destacou que, para isso, é necessário banir as cotoveladas.

Em nenhum esporte pode ficar sangrando na televisão. O futebol americano é um esporte agressivo? É, mas quando o cara sofre algum corte, tem que sair de campo para se tratar. Na luta às vezes fica aquele cara ensanguentado. Não sou a favor daquilo. As empresas não gostam disso. Os patrocinadores falam comigo que não é uma coisa da qual eles gostam. Sou a favor do esporte. Não estou falando como atleta e sim como empresário.

1510_MMA-olímpico

Dificultaria o grappling e evitaria alguns knockdowns, não?

Na verdade, é necessário muito mais do que proibir os golpes com o cotovelo.

São tantas as coisas imprescindíveis para que o MMA se candidate a uma vaga entre os esportes olímpicos…

E essa infinidade de condições me faz ter a certeza de que as artes marciais mistas jamais estarão no torneio idealizado por Pierre de Coubertin.

Em primeiro lugar, existe uma questão, digamos, de disputa por espaço: os Jogos são o ápice dos esportes de combate que estão na lista do Comitê Olímpico Internacional.

Na maioria dos países, fala-se mais de luta olímpica e judô no mês das Olimpíadas do que nos 3 anos e 11 meses do resto do ciclo.

Por outro lado, o MMA, embora seja uma modalidade relativamente jovem, é estelar durante todo esse período de entressafra.

O lobby das confederações de lutas, incluindo o boxe, seria muito forte contra a sigla de três letras que chegou agora e já quer sentar na janelinha.

Outro fato que freia as intenções de Belfort é a pouca organização do esporte em nível mundial: grande parte dos países onde se pratica MMA (que não são muitos globalmente falando) sequer tem uma federação oficial — o que é fundamental para o COI.

Além disso, o argumento que Vitor sustenta sobre o boxe na entrevista ao Combate joga contra a própria ideia de ter o MMA nas Olimpíadas.

Eu acho que seria justo o Floyd Mayweather lutar a competição, representar o país dele. Por que não é basquete amador? Por que essas diferenças? Estamos numa época de discriminação? Isso é discriminação. Por que o LeBron James pode ter uma medalha de ouro e o Mayweather não pode? Por que a diferença de um para o outro? A gente quer igualdade.

Se é o boxe profissional que deveria estar nos Jogos, é impossível aplicar o mesmo conceito às artes marciais mistas — basta ver o número de suspensões médicas que os lutadores sofrem depois dos eventos.

Imagina encaixar lutadores de dezenas de países, em várias categorias, com o número de lesões que é inerente ao MMA, num torneio que dura um mês.

Não existe a menor possibilidade.

Por outro lado, se o MMA amador tentasse se organizar, seria possível adaptar a infinidade de possibilidades do profissional a uma versão light (sem talhar tanto o esporte)?

Nos Estados Unidos, a modalidade amadora tem como diferenças principais o número de rounds — dois em vez de três — e a ausência do cotovelo.

Se existe um caminho possível, é esse, porque se houver proteção de cabeça, adeus grappling.

E falando nisso, eu preferia mesmo ver o jiu-jitsu (com ou sem quimono) diante dos anéis do Barão de Coubertin.

Tanto por suas características midiáticas quanto pelo aspecto técnico, o MMA não pertence aos Jogos Olímpicos. E é até bom que assim seja.

  • Negreiros

    O jiu-jitsu deveria ser o alvo e não mma, chamo para reflexão uma analise feita pela mãe de Roger Gracie ” No Jiu-Jitsu, você pode competir até velhinho; no MMA, não. Os atletas
    são muito exigidos. Na pesagem, chegam uns cadavéricos, com um aspecto
    horrível. Isso é uma agressão ao corpo! Não é saudável, não é esporte. Na última luta do Roger, acho que ele
    estava correndo risco de vida, porque estava em um estado físico
    péssimo. Fiquei horrorizada e preocupada. Isso não pode ser cultuado
    como uma prática saudável. Trata-se de interesses de organizadores, só
    isso. O Jiu-Jitsu é saúde, é uma arte. É diferente”
    No mais, este assunto renderia uma longa conversa numa mesa de bar(de virar a noite), com toda certeza cada um de nós teríamos ao mesmo tempo argumentos contra e outros tantos a favor, eu nem sei por onde começar, só de pensar nas possibilidades do que poderia escrever ou pensar, já fiquei confuso nos meus pensamentos(não sei se SIM ou Não). Esperar novos argumentos aqu..
    Abraços Galera!

    • Malk Suruhito

      Não foi o MMA que fez aquilo com o Roger, foi ele mesmo, que ao invés de lutar numa categoria condizente com seu tipo físico e peso, preferiu uma abaixo para tentar conseguir uma vantagem que evidentemente não obteve. O MMA nem suas regras não obrigam nenhum atleta a passar pelo que passam e não venha me dizer que Westling, Judô e BJJ também não obrigam seus atletas a dietas terríveis.

      • Dan Mendes

        Disse tudo.

        Mas caiu em contradição quando falou: “e não venha me dizer que Westling, Judô e BJJ também não obrigam seus atletas a dietas terríveis.”. W, J e BJJ não obrigam atletas a nada.

        • Malk Suruhito

          No sentido de “obrigar” tanto quanto o MMA para que o atleta tenha aquele peso que deseja para a categoria. Faltou as minhas “aspas”.

          • Dan Mendes

            Foi esse sentido de obrigar que a mãe do Roger se referiu.

    • Thiago Gon

      Roger fez aquilo com ele para obter vantagem. No final das contas foi uma put* desvantagem. Mas entendo a mãe do cara… “mãe é mãe”, hahaha!

  • Tiago Paiva

    O problema do jiu-jítsu é que não tem competitividade, idem ao futsal! Como sempre, ótimo texto Felipe, abraços!

    • Felipe Paranhos

      Valeu, Tiago! (Verdade, não tinha pensado nisso. O futsal até tem mais, né, a Espanha é forte também, além dos países que naturalizam 50 mil brasileiros)

  • Renan Trigueiro

    Nos jogos olímpicos não tem nem caratê, imagina MMA. Uma luta sangrenta (ou com algo quebrado) geraria comoção mundial. Também prefiro q nosso esporte não esteja debaixo da lupa… Obs: mais um textinho maneiro do Felipe, hein!

    • Felipe Paranhos

      Valeu! Sempre na luta pra trazer boas discussões!

  • Murillo

    Belfort calado é um poeta!

  • Dan Mendes

    Não entendo o Belfort ele fala coisa que não tem sentido:

    Exemplo ele diz que tem abolir as cotoveladas por causa do sangue. Ora, foi ele quem falou que “sangue é vida”, onde “há sangue há vida”.

    Ele diz “or que o LeBron James pode ter uma medalha de ouro e o Mayweather não pode”. Maywather é medalhista olímpico.

    • Felipe Paranhos

      Não espere coerência do Belfort.

    • heber

      Maywather não pode ter uma medalha de ouro pois tem uma de bronze e agora é lutador profissional. No boxe não pode participar de olimpíadas depois que se torna profissional. Ele nunca terá uma medalha de ouro.

      • Dan Mendes

        Eu não disse que ele tinha medalha de ouro eu disse que ele era medalhista olímpico.

Tags: , ,