Fábio Maldonado: valentia que dá gosto

Renato Rebelo | 08/05/2014 às 01:46
Fabio-Maldonado-x-GIan-Villante

Maldonado barulhando Gian Villante

Por motivo de força maior (leia-se virose voraz que quase me mandou pro sarcófago), falhei em prover o tradicional “Atacando de Joe Silva” pós-UFC 172.

A consciência pesada me fez identificar no dedo quebrado de Júnior Cigano uma ótima oportunidade para vestir o chapéu de matchmaker e me redimir com vocês – mesmo que de forma tardia.

Pois bem, meu textinho divagando sobre o(s) herói(s) aptos a salvarem o “main event” do TUF Brasil 3 Finale estava praticamente pronto quando os colegas Ivan Raupp e Marcelo Russio quebram a notícia.

Fábio Maldonado e Stipe Miocic dividirão o octógono no dia 31 de maio logo assim que os vencedores do reality show forem conhecidos.

Não sei exatamente o golpe que foi, mas senti a mão na metade do sparring. Mesmo assim suportei por estar com sangue quente e continuei treinando. No final, quando esfriei, fui para o hospital e aí o médico viu que tinha uma fratura no primeiro metacarpo da mão esquerda – disse o ex-campeão dos pesados ao Combate.com.

Primeiro, adianto que essa solução não fazia parte das cinco apresentadas por mim na obra literária que terminou na lixeira do Macbook aqui de casa.

Segundo, confesso que demorei longos minutos para digerir o casamento de um meio-pesado não ranqueado com o sexto melhor atleta até 120kg do UFC.

Minha linha de raciocínio apontava para o remanejamento de outrem (Rafael Feijão x Ryan Bader, por exemplo) – afinal, não havia pesos-pesados brasileiros disponíveis e dificilmente trariam outro gringo para estrelar um card nacional.

Mas o caráter emergencial, somado à personalidade rara do “Caipira de Aço”, criou um tapa-buraco intrigante para o público mais “hardcore”.

Digo isso por que Miocic, do dia pra noite, foi de zebra para o maior favorito no MMA desde que Jon Jones enfrentou Chael Sonnen na reedição do Massacre do dia de São Valentim.

Além do mais, 64% das vitórias do descendente de croatas vieram por nocaute e o brasileiro apresenta queixo mais resistente que calça legging da Preta Gil.

64A5C8A5A215B1F55E545B142B5563

Maldonado pós-Glover. Foto: Fabi Nogueira

Miocic, três anos mais novo, ainda terá pelo menos 10 kg de massa muscular e 12cm de envergadura de vantagem – além de atleticismo e, provavelmente, condição cardiovascular superior.

Mas Maldonado tem o coração do tamanho do Ibirapuera e uma mão direita capaz de arriar qualquer mamífero.

Ou seja, à la Rocky Balboa, “Fião” terá sempre o famoso “puncher’s chance”.

O que mais me chama atenção, no entanto, é a valentia do cidadão – que, vale lembrar, já matou Glover Teixeira no peito em situação similar.

Na boa, no MMA atual – cada vez mais engessado- quantos lutadores vindos de três vitórias topariam treinar por 20 dias, subir de categoria e pegar adversário cujo jogo não casa com o seu (lembrando que Miocic é wrestler da 1ª divisão da NCAA e, na trocação, joga da média pra longa distância)?

Mas, Renato, ele também não tem nada a perder e será bem recompensado por esse favor ao evento!

Então, a possibilidade de macular o cartel e ser subjugado em frente de amigos, família e milhões de telespectadores não entra na equação?

Nesse caso, o risco (até de lesão) me parece maior que a recompensa…

Acontece que, felizmente, Maldonado não pensa como um jornalista pragmático:

Vivo pedindo peso-pesado. Pedi o Pat Barry, Roy Nelson, Mark Hunt, vivo pedindo luta assim, luta grande. Pedi o Dan Henderson no meio-pesado também. Mas não estava dando certo. Apareceu essa um pouco em cima. O Alex Davis (seu empresário) perguntou se eu lutaria, e aceitei na hora. Se eu não pego essa luta, o que vou falar para os meus filhos quando eles crescerem? Isso é coisa de homem, então não pensei duas vezes. Tem que lutar – disse ao Combate.com.

Francamente, são atitudes como essa que tornam esportes de combates tão adictivos para nós, seres imperfeitos que buscam, a todo momento, super-heróis da vida real.

Ou é coincidência que Muhammad Ali, o rei da adversidade, foi alçado ao posto de maior peso-pesado da história do boxe após vencer as lutas mais importantes da carreira (Sonny Liston, Joe Frazier e George Foreman) na condição de zebra?

Entendo que você, que inicialmente comprou ingresso pra ver Sonnen e Wanderlei Silva botarem uma pá de cal sobre a rixa televisiva e conformou-se com a estreia de Cigano no Brasil pelo Ultimate, esteja insatisfeito por terminar com Maldonado x Miocic.

Mas, por esse gesto de bravura, pelo carisma irradiante e pela (reduzida) chance de arrastar Miocic para uma batalha sangrenta de cinco rounds, Maldonado merece seu voto de confiança.

Fiquei impressionado porque ele luta no meio-pesado, mas acho que tem totais condições de proporcionar um bom show para o UFC. É um cara que trabalha bastante o boxe, sabemos que é um boxeador de queixo duro, ou seja, ele e Miocic podem fazer um bom show para as pessoas. O Maldonado é conhecido por ser muito resistente, buscar muito a luta e as pessoas acabam gostando – analisou Dos Santos.

Vai que…

Abraços.

  • zagolee

    Maldonado vai vencer!

  • Luiz Guilherme

    rebelo, curiosidade…quais seriam as cinco opções apresentadas ?

    entendo que quem comprou o ingresso realmente não ficará satisfeito, mas todos são unanimes em concordar que luta do maldonado vale a pena vê. só espero que o miocic não venha pra derrubar, pq ai poderemos sim ter uma luta chata

    • Dan Mendes

      Com certeza o Miocic vai fazer isso.

  • Gustavo Trigueiro

    Miocic deve estar em uma panela de pressão com alta temperatura, pois a responsabilidade está toda do seu lado. Além de lutar em território hostil, com uma torcida empolgada e contra um adversário queridíssimo, se vencer, não fez mais q sua obrigação, não por Maldonado, e sim, pelas circunstâncias. Se perder, será um enorme balde de água fria e algumas posições abaixo no ranking. Se Miocic for estratégico – e espero q não seja – ele não vai trocar c Maldonado. Deverá encurtar, quedar e trabalhar o ground and pound.
    Nesse caso, a luta pode se tornar entediante. Mas espero e torço pra q isso não aconteça.

    • Vitor Torre De Avila

      Será que ele consegue derrubar todos os Rounds? O ponto e que o Maldonado sempre acaba com a força e o gas dos adversários batendo muito no corpo, mesmo por baixo ele não para de bater…vide a sua ultima luta contra o Villante….Se for 5 rounds vejo o Miocic derrubando nos dois primeiros e levando golpes e mais golpes nos 3 ultimos….lutão!

      • Gustavo Trigueiro

        A dúvida q paira é a seguinte: pra Maldonado, um camp de apenas 25 dias seria suficiente pra lhe dar gás por 5 rounds?
        Caso ele já viesse treinando, td bem. Entretanto, se ele estava totalmente “em off”, sei não…
        De qq forma, espero q tenha mt trocação mesmo.

        • Vitor Torre De Avila

          Maldonado nunca para de treinar…acho que vai rolar um lutão!

  • Marcus Vinícius

    Renato, beleza, cara? Impecável seu texto. Você, Lucão Carrano e Alexandre Mattos estão no top3 dos melhores neste mundo do mma. Além do assunto ser muito do meu interesse, porque o Maldonado é um dos meus preferidos, você ainda escreve bem pra caralho. Abração e parabéns pelo trabalho de primeira de vocês.

    • Alexandre Matos

      Além de ótimos no que fazem, Lucas, Renato e o Felipe são gente da melhor qualidade. Sou fã do Sexto Round e dos três.

      • Marcus Vinícius

        Verdade, Alexandre. Comecei a ler o Sexto Round com a entrada do Lucas, até porque foi ele que me apresentou o site. Daí passei a ler os textos do Renato e, há algumas semanas, os do Felipe. E ele está sim junto com vocês no seleto grupo dos melhores (pelos meus critérios, o que não vale absolutamente porra nenhuma hahaha) e é responsável por uma das análises mais sensatas que já li. Felipe, estendo meus elogios a você também. Parabéns pelo ótimo trabalho! Desculpa aí a “omissão”.

      • Renato Rebelo

        Marcus, primeiramente, fico honrado com o reconhecimento e o elogio. Muito obrigado mesmo, irmão. Segundo que também sou fã do Alexandre, do Lucas e do Felipe. Os três são fora de série e acompanhar a produção de conteúdo deles só me auxilia a melhorar. Sou mt grato a eles.

  • Vitor Torre De Avila

    Só digo uma coisa, se for uma luta de 5 rounds(devido ao tempo de preparação, pode acabar sendo de 3), tem o potencial pra ser uma das lutas mais empolgantes dos ultimos tempos….Maldonado não para de ir pra frente, Miocic aceita a trocação….vai ser um lutão!

    • Alexandre Matos

      Não duvido que seja de 5 rounds. Maldonado já me falou que, por ele, lutas normais teriam 5 rounds e disputas de cinturão teriam 7.

      • Vitor Torre De Avila

        Sei que pelo Maldonado tá tudo certo, tem só que ver se o UFC aceita ser de 5 rounds….seria muito bom!

        • Alexandre Matos

          O UFC não força nesses casos, ele conversa com os lutadores. No caso, só com o Maldonado, já que o Miocic assinou contrato pra lutar 5 rounds.

  • Rafael Cunha Caroline Reis

    Maldomito por nocaute!

  • leo

    Miocic e Maldonado já tiveram o Joey Beltran como adversário, no UFC 136, em 2011, na estréia no evento, e na penúltima luta, no UFC Barueri, em 2013, respctivamente. Muitas vezes o desempenho contra um mesmo rival não serve como parâmetro, Miocic evoluiu absurdamente a partir daquele momento, os combates foram em categorias e épocas diferentes, por exemplo, mas podemos tentar extrair alguma coisa analisando o desempenho dos dois lutadores contra esse oponente em comum. Comprei meu ingresso para assistir Cigano vs. Miocic e mesmo com a baixa do boxer catarinense, comparecerei ao evento, pois Diego Brandão, Rony Jason e o próprio Miocic são atrações que fazem jus aos 150 reais da minha meia entrada investidos para assistir o evento. No entanto, o nível de competitividade do main event caiu drástcamente, mesmo sabendo que o MMA é um esporte em que tudo pode acontecer, o desfecho dessa luta é bem previsível: Miocic machuca e nocauteia Maldonado no 1o round; se o brasileiro não conseguiu o KO contra o Gian Vilante, em Natal, as chances de conseguir realizar tal feito no Ibirapura, em 31 de maio, são remotas, e vencer no volume, então, aí que a possibilidade fica mais improvável!

  • Fabi Nogueira

    Amo seus textos, ainda mais quando vem acompanhado de uma foto minha!!!!! Bjss
    Na torcida pelo meu amigo Fião!!!

  • Lucas Pereira Carrano

    Resumo, preciso, da ópera: “Vai que…”

    Sem mais, meritíssimo!

    Agora nos resta observar como o TUF Brasil 3 Finale vai reagir à mudança de público-alvo, de um evento voltado para o grande público a um com apelo muito mais direcionado aos fãs hardcore.

    • Marcus Vinícius

      O “vai que…” pode simplesmente dar mais um main event pro Maldonado.

  • Eduardo Pedrosa

    Renato, só por curiosidade: quais eram as cinco soluções que foram pra lixeira do seu Macbook? Abraço!

  • Leo Ferreira

    Maldonado tem um estilo de luta daqueles de fazer vc tirar a bunda do sofá e ficar gritando e gesticulando que nem um louco com a tv, essa vai ser mais uma luta na qual minha mulher vai ficar me segurando e pedindo mil vezes pra eu falar baixo pra não acordar meu rebento.. Na moral? Quando passaram-se 24 horas depois do anuncio que Cigano sairia do card, eu comecei a ficar com medo de subirem o Demian pra main event e cancelarem Miocic – casar o Maldonado foi muuuuito melhor que isso!

  • Wadson

    Vou torcer pro Maldonado pela zueira. Sem querer desmerecer a carreira do Maldonado, mas pra mim ele tá (quase) na mesma posição que o Sonnen. Sabe que não chega lá, e quer mais é fazer boas lutas. Ele sabe que essas atitudes fazem o filme com o patrão.

  • maicon santos

    fabio maldonado vai detonar a cara de stip miocic e quero ver ele cair de queixo no chão

Tags: , ,