UFC 207: os palpites dos
colunistas do Sexto Round

admin | 29/12/2016 às 23:18

O último UFC de 2016 chega cercado por tensão e dúvidas. Em litígio com a imprensa, Ronda Rousey, a maior estrela do card, retorna um ano e uma mês depois de ser brutalmente nocauteada por Holly Holm.

Sua adversária é atual campeã da categoria até 61kg feminina: Amanda Nunes. Ou seja, judoca, além dos seus próprios demônios, terá que domar um bravíssima Leoa nesta sexta-feira em Las Vegas. Conseguirá ela?

Entre os galos, os bailarinos Dominick Cruz e TJ Dillashaw testarão seus jogos baseados em movimentação contra os maiores pegadores da divisão: Cody Garbrandt e John Lineker. E aí, é jeito ou força?

Além desses, outros bons casamentos terão a T-Mobile Arena como palco, portanto, eis uma boa oportunidade para os colunistas do Sexto Round calibrarem a pontaria. Vamos aos chutes!

luta-5

Felipe Paranhos: Vou logo avisando que serei kamikaze nos palpites, afinal é a única chance de eu passar o Tannuri — se é que existe esta possibilidade. Acho que talvez estejamos tirando conclusões antecipadas sobre o isolamento de Ronda: sem aparecer, sobra tempo pra treinar, algo que ela não vinha fazendo, com tantos compromissos de mídia e cinema. Por isso, Ronda se sustenta em pé no primeiro round aproveita a queda de rendimento de Amanda e finaliza. Rowdy, finalização.

João Vitor Xavier: Não tenho dúvidas de que, em condições normais, Rousey seria favorita. Mas há muitas interrogações em torno de sua volta e acho que Amanda, confiante, está na melhor fase da carreira. A brasileira usará sua envergadura para manter Ronda longe e acertará um golpe vencedor no fim do primeiro round. Nunes, KO.

Laerte Viana: Vejo Ronda Rousey como uma lutadora melhor que Amanda Nunes. Oras, no chão é favas contadas, mas em pé a brasileira leva a melhor. No meio de campo, vantagem para ex-campeã. O gás da Leoa já a deixou na mão algumas vezes, enquanto o de Ronda ainda não precisou ser testado. De qualquer forma, o psicológico de Rousey ditará o ritmo do combate. E acho que a favor da americana. Ronda vence por finalização.

Lucas Carrano: Eu sei que vai ter gente dizendo “mas foi você quem disse que a Ronda tava pancada da cabeça”… Mas eu acredito que ela não vai ser tão ingênua a ponto de fazer algo além do seu feijão com arroz dessa vez. Ou vai? Não… Ronda leva por finalização.

Lucas Rezende: Duas donas de primeiros rounds muito explosivos, Ronda é uma incógnita até o gongo soar, mas se Amanda vier para cima sem tomar cuidado, se lembrará porque Rousey reinou na categoria até Holly Holm. Acho que depois de um período de estudo, Ronda sacode a ferrugem e finaliza a Leoa. Ronda por armlock no round 2

Renato Rebelo: Pra mim, a decisão mais complexa da noite. Amanda é ligeiramente superior em pé, mas suas habilidades nesse setor não são comparáveis às de Holly Holm – multicampeã de boxe e kickboxing. Timing, precisão, golpes… Tudo diferente. Amanda costuma brilhar na imposição física e na mistura de valências – especialmente via ground and pound e no início da luta. Acontece que a Leoa não terá a queda e muito menos será fisicamente imponente perante a judoca olímpica. Agora, se por um lado o lastro atlético de Ronda é maior, por outro, o emocional pode lhe trair. É difícil até porque não temos muita informação sobre o seu último camp. É cara ou coroa mesmo e, pra decidir, vou deixar as variáveis de lado e olhar para o casamento no papel. Acho que a grappler americana pode refazer o caminho de Cat Zingano e terminar a prosa no chão. Ronda, TKO.

Rodrigo Tannuri: Como disse no podcast, estou estranhamente convicto na vitória da Amanda. Conhecendo a mentalidade da Ronda, duvido muito que a ex-campeã tenha se recuperado da derrota pra Holm. Digo mais: acho até que ela não aprendeu nada de novo de lá pra cá. Se não se afobar, Amanda tem tudo pra obter uma vitória bonita. Em pé, a brasileira é bem superior e é uma das mulheres que mais pega pesado com as mãos, ou seja, Ronda, que não gosta de ser atingida, irá sofrer. Amanda, TKO R2.

luta-4

Felipe Paranhos: Este é palpite sério mesmo. Acho superestimada a defesa de Cruz — Faber e Dillashaw conseguiram furá-la bastante em suas últimas lutas. E nenhum deles tinha o peso das mãos de Garbrandt. Dominick é espetacular, mas tenho minhas dúvidas se o queixo do campeão segura a velocidade e o peso das mãos de Cody. Garbrandt, TKO.

João Vitor Xavier: No Love está muito cru ainda para fazer frente ao melhor peso galo de todos os tempos. Cruz vai implementar um jogo de wrestling no começo e manter o adversário em dúvida durante todo o resto do combate para se manter campeão. Cruz, DU.

Laerte Viana: Clássico confronto entre volume x potência. É claro que se a mão de Garbrandt encontrar Dominick, as chances do campeão cair são grandes. Contudo, acho muito pouco avaliar uma disputa de cinturão se baseando no “se a mão entrar”. Isso é papo para meio de tabela, não para a elite. O campeão tem mais armas, é mais completo e experiente. Cruz, decisão.

Lucas Carrano: Boa informação sobre Cruz é o que não falta no camp de Garbrandt e é melhor não subestimar o garoto, que tem uma mão tenebrosa e condições de surpreender o campeão. Ainda assim, vou ficar com o voto seguro aqui e apostar na manutenção do título. Cruz vence por DU.

Lucas Rezende: Cruz é um artista marcial, no sentido literal da palavra, pois sua movimentação deveria ser exibida em museus. Garbrandt praticamente dependerá de uma mãozada, mas não acredito que encontrará. Cruz por DU.

Renato Rebelo: Não se questiona que No Love bate pesado, mas, francamente, nem acho o seu boxe essa pitanga toda. E mais: ele só tem isso e ainda chega para a contenda com as emoções à flor da pele após ter sido verbalmente assaltado por meses a fio. Cruz é um dos mais experientes completos e menos atingidos lutadores de MMA de todos os tempos. Pode bambear, mas vai saber levar o garoto em banho maria – misturando movimento com wrestling – para garantir o resultado. Dominator, decisão.

Rodrigo Tannuri: Confesso que, antes, estava tentado em apostar no poder de Garbrandt, mas depois das surras verbais que o garotão tomou de Cruz, não tenho como ir contra o campeão. Como tem o dom da palavra, Cruz expos o desafeto e o desequilibrou. O jogo do campeão não será parado apenas com poder. Há de se ter poder e inteligência, coisa que Garbrandt não tem. No GP da prisão, isso serve, mas o MMA é mais do que isso. Cruz, DU.

luta-3

Felipe Paranhos: Apesar de ele ser mais lutador, acho o favoritismo de TJ exagerado. Acredito que ele vá usar a mesmíssima tática da luta contra Raphael Assunção: um jab, recuo, pivô; jab, cruzado, recuo, pivô; jab, chute alto, recuo, pivô. Só que Lineker vai continuar andando pra frente durante 15 minutos, e aí ele tem duas chances: acertar uma sequência precisa ou impressionar os juízes pela mistura pressão-volume, mesmo que acerte menos golpes. Por isso, Lineker, decisão.

João Vitor Xavier: Até acho que o brasileiro pode conectar um golpe certeiro ao forçar Dillashaw a trocar na curta distância. Mas vejo o americano muito sagaz em pé, sabendo encontrar ângulos e não ser tocado pelas Mãos de Pedra. Dillashaw, DU.

Laerte Viana: Podemos dizer que essa luta, que muito provavelmente definirá o próximo desafiante dos galos, é quase um repeteco de Cruz x Garbrandt, guardadas as devidas proporções. Lineker tem mais punch, mas achar Dillashaw dentro do octógono é tarefa ingrata para (quase) todos. Na base do volume, Dillashaw vence na decisão.

Lucas Carrano: Essa era uma boa luta pra tocar o f***-se e apostar no brasileiro, caso eu estivesse brigando por alguma coisa. Como não estou, vou mais uma vez no palpite conservador, pela velha máxima de que velocidade bate potência. TJ leva por pontos.

Lucas Rezende: Não sei se as mãos e queixo rochosos de Lineker bastarão contra o técnico e arredondado TJ. O ex-campeão não cairá no jogo insano de Lineker e acho que buscará o caminho mais fácil na luta agarrada. TJ finaliza no R2

Renato Rebelo: TJ é um striker (socos + chutes + movimentação) superior? Sim. TJ é mais completo (grappling, clinch, etc)? Sim. Mas vou explicar por que nadarei contra a maré. Em sua academia, Dillashaw não tem como mimicar um ultra agressivo anão (centro de gravidade baixo) com queixo inviolável e mão de peso-pesado. No último simulacro mais ou menos nesses moldes (John Dodson), o americano caiu. Ele pode até sobrar no volume, mas, cedo ou tarde, Dilla será encontrado – e estará de costas pra grade. Sua maior chance, pra mim, é investir, desde o início, nas quedas. Não fará. Seus instinto é trocar. Lineker, TKO.

Rodrigo Tannuri: Admiro a coragem de Lineker e sua bonita trajetória nos galos, mas, como nunca botei fé, tenho que ser sincero: uma hora será parado e essa hora chegou. Vejo TJ sendo muito pro pequeno brasileiro. Com todo respeito a Dodson e McDonald, mas o ex-campeão está em outro nível. A velocidade e o preparo físico da cobra vão envergonhar o brasileiro. Dillashaw, DU dominante.

luta-2

Felipe Paranhos: Dois dos lutadores que eu mais gosto de ver: um por ser insano, outro por motivos de low kick. Saffiedine nunca fez valer seu potencial e expectativa, mas acho que Kim é o adversário perfeito para Tarec nocautear: burro, dificilmente vai grudar e quedar, tentando nocautear selvagemente. Assim, vou com o belga. Saffiedine, KO.

João Vitor Xavier: Ainda que o belga tenha um muay thai melhor e chutes avassaladores, confio mais no judô do sul-coreano. Vejo Kim absorvendo golpes duros no primeiro round, mas conseguindo quedas boas no segundo round. Kim, TKO.

Laerte Viana: Eu juro que não sei o motivo, mas ainda tenho um pingo de esperança que Tarec Saffiedine possa figurar entre, no mínimo, o top 10 dos meio-médios. Dong Hyun Kim é favorito e atravessa melhor fase, mas vou apostar na zebra. Os chutes baixos/na linha de cintura do belga vão minar a movimentação do sul-coreano e lhe dar uma sobrevida. Saffiedine, decisão.

Lucas Carrano: A derrota de D.H Kim para Woodley “envelheceu” bem – muito porque foi um vacilo tremendo do sul-coreano e o rival acabou se tornando campeão dos meio-médios. Safadinho, por sua vez, anda deslizando em demasia no quiabo e deve ficar pelo caminho. Vou de Kim, por nocaute.

Lucas Rezende: Certeza de combate de quinze minutos. Parece que Kim voltou mesmo às origens, onde abafava todo mundo com sua mistura eficiente de wrestling e judô. Tarec, para mim, ainda não mostrou a que veio no UFC, então não consigo apostar no belga. Kim por DU.

Renato Rebelo: Por mais pragmático que seja, o belga é superior em pé e não acho que o grappler coreano vá mantê-lo cravado de costas pro chão. Tarec investiu tempo demais na Team Quest pra isso. Se Kim entrar numa de se provar em pé – como tem feito -, pior ainda. Vou de Safadinho por decisão.

Rodrigo Tannuri: Originalmente, o adversário do Tarado seria Brown, mas, agora, o duelo ficou mais justo. Mesmo assim, tenho muito pé atrás em relação ao Safadinho. Ele chegou com pompa ao UFC, mas, até agora, não mostrou a que veio. Sim, é superestimado igual a geração belga e vai ficar novamente no quase diante de Kim, que é eficiente e consistente. Pra mim, o sul-coreano é mais lutador e está pronto pra brigar com a elite dos meio-médios. Kim, DU.

luta-1

Felipe Paranhos: Magnyfico x Corpo decrépito de Johny Hendricks. Não posso ir contra a lógica neste caso. Magny, decisão.

João Vitor Xavier: Tenho muitas dúvidas com relação à vontade de Hendricks de continuar lutando. Magny vem de derrota, claro, mas é perigoso, tem experiência em aguentar pressão e voltar para vencer e creio que fará isso mesmo. Perderá o primeiro round, mas vence os próximos dois. Magny, DU.

Laerte Viana: Ambos já viveram dias melhores, mas podemos dizer que a fase de Hendricks é mais delicada. No entanto, a diferença técnica entre o ex-campeão e Magny ainda é considerável, o que me leva a ter dificuldades para enxergar como Bigg Rigg poderia ser superado. Melhor em todas as áreas, o barbudo vai controlar o duelo usando as quedas e trabalhando por cima. Hendricks, decisão.

Lucas Carrano: Falando em gente que anda numa fase modorrente, Johny Hendricks é talvez o maior exemplo de guinada (negativa). O barbudo ainda tem chances de deitar Magny com uma mãozada só, mas acredito que o Magnyfico vai usar sua envergadura para controlar o ímpeto do rival nos rounds iniciais e levar a melhor. Magny leva na decisão.

Lucas Rezende: Com o Senhor Barriga já considerando aposentadoria e vindo de derrotas problemáticas para Gastelum e Thompson, não sei se o aguerrido Magny será um bom adversário de recuperação. Deve perder o primeiro round, mas Neil vencerá por DU.

Renato Rebelo: É de se lamentar tanto o que Hendricks faz com o seu próprio corpo quanto o estado de espírito em que ele se encontra no momento. Acho até que é o caso de se torcer contra para que a aposentadoria venha (promessa feita) e uma tragédia seja evitada. De todo modo, o Barba ainda irá contra um dos atletas mais dominantes (do ponto de vista físico) da categoria e que ainda tem simplesmente 30cm a mais de envergadura. O vejo sucumbindo. Magny decisão.

Rodrigo Tannuri: Estou inconformado com o rumo da carreira de Hendricks. Se antes ele era um campeão temido por seu wrestling e poder, hoje, ninguém o respeita mais. Parece que os seguidos vexames contra a balança o abalaram pra valer. O ex-nº1 é mais lutador que Magny, porém nosso querido oráculo tem qualidades péssimas pra Hendricks. Magnyfico tem maior envergadura, resiste a surras e é uma máquina de cardio. Sendo assim, creio que veremos outra virada, culminando com a aposentadoria do Bigg Rigg. Magny, DU.

Restante do card:

Louis Smolka x Ray Borg
Antônio Cara de Sapato x Marvin Vettori
Mike Pyle x Alex Garcia
Brandon Thatch x Niko Price
Alex Cowboy x Tim Means

Placar dos colunistas (2016):

1- Rodrigo Tannuri: 96-50 (65,7%)
2- Felipe Paranhos: 89-53 (62,6%)
3- Fernando Cappelli: 47-28 (62,6%)
4- Renato Rebelo: 89-65 (57,7%)
5- Laerte Viana: 54-40 (57,4%)
6- João Vitor Xavier: 87-67 (56,4%)
7- Fernando Henriques: 13-11 (54,16%)
8- Lucas Rezende: 80-69 (53,6%)
9- Lucas Carrano: 76-68 (52,7%)
10- Tiago Paiva: 24-27 (47,05%)

  • IMPERADOR

    Rapaz…
    Estava louco pra ver eses palpites! E agora que vi, me sinto ainda mais perdido em ralação a luta principal.
    Meu palpite: Amanda Nunes leva por decisão unanime.

    • Vinicius Maia

      Pra mim essa luta é incógnita gigantesca. Eu acredito piamente que a vida que a Ronda estava levando antes da luta contra Holly fatalmente atrapalhou seu desempenho. A mulher estava cheia de compromissos. Vale lembrar que o próprio Mc Gregor depois de perder pro Diaz tb faltou alguns compromissos de mídia pra focar no treinamento. Não to cravando que o resultado e Holly x Ronda seria diferente, mas acho que a soberba e confiança do Ronda estava num nível tão grande que não acho que ela treinou tanto pra peleja.
      Acho que ela corrigiu esses erros nesse camp. Resta saber se ela estará apta a executar seu gameplan corretamente para abocanhar o cinturão da Leoa.

      • IMPERADOR

        Pois e. Verdade.
        Estou achando o psicológico da Ronda, ainda, excessivamente sensível e oscilante. Ela não esta a vontade em enfrentar a mídia de peito aberto. Isso implica em fragilidade de um ego ainda mimado, imaturo e ferido por algo que aconteceu ha um ano e um mês: uma derrota (coisa que deveria ser encarado com mais naturalidade em se tratando de uma lutadora, provando que ate ela mesma tinha uma imagem distorcida e superdimensionada de si). Prova disso foi o sorriso hesitante e amarelo na pesagem real, transmitida hoje. Enfim… A realidade da vida chegou, como acontece a todo ser vivente.
        Mas, ainda ha ali uma lutadora extremamente aguerrida e que foi dominante e icônica para o esporte, abrindo caminhos para as mulheres no MMA. O valor dela e inegável.
        Vamos ver no que da.

      • Hyuriel Constantino

        Eu acho que ela não tem nenhum gameplan tão específico pra Amanda quanto o McGregor teve contra o Diaz na revanche. Diferente do irlandês, a Ronda não parece uma pessoa nada pragmática. Tanto que, mesmo sob uma enxurrada de críticas de fãs, especialistas e da própria mãe, ainda permaneceu com o cara que foi o maior motivo da derrota dela, o Tarverdyan.
        Já a Amanda está com a autoestima lá em cima pq desde o revés contra Zingano, tem mantido uma curva ascendente de evolução e depois de suar contra a Shevchenko nos últimos instantes, a brasileira reconheceu que, se quisesse se manter relevante em lutas de 5 rounds, deveria mudar suas bases apostando mais na paciência, timing e aliar potência a precisão, o que ela mostrou contra a própria Miesha.
        Em suma, a virtude do pragmatismo pende mais para a brasileira e isso a favorece mais do que a queridinha do Dana.

        • Vinicius Maia

          Rapaz, Ronda já foi competidora olímpica. Ela ta acostumada com pressão. E o Irlandês lutou contra o mesmo adversário que foi seu algoz, a Ronda é outra adversária. A única apresentação ruim da Ronda foi contra a Holly Holm e o nível de Striking da Amanda x Holly é sem comparação. Existe um abismo técnico entre ambas as lutadoras.
          Eu ainda acho que esse 1 ano afastada fez bem pra Ronda. Não que ache que ela vá ganhar, mas não vejo essa facilidade toda pra apostar nessa luta. Pra ser sincero, qualquer resultado nesta luta pra mim não vai ser surpresa. Nocaute rápido da Amanda, finalização relâmpago da Ronda, uma guerra de 5 rounds e etc. Essa luta é só especulação, ninguém convive com a Ronda pra saber realmente como ela está. Eu acho uma luta dura pra ambas lutadoras. Se tivesse que apostar dinheiro lhe confesso que não tentaria acertar o resultado.

          • Hyuriel Constantino

            Estar habituado com pressão e lidar com derrota são duas coisas completamente diferentes. São duas situações que exigem posturas mentais bem distintas. McGregor sabe tanto lidar com a pressão quanto com a derrota. Tanto que seu mindset é dotado de uma certa resiliência que o faz retornar de revezes ainda mais aprimorado do que antes.
            Ronda nunca será uma adversária fácil mesmo que venha de dez derrotas, mas a Holm já deixou o caminho das pedras e vimos que não é nada tão complexo. Shevchenko mesmo é outra que, no striking, faria a Ronda comer o pão que o diabo amassou, e a Nunes a dominou por dois rounds.

          • Vinicius Maia

            Cara, por ser competidora olímpica ela já teve que lutar mais de 1 vez por dia, e lutar depois de derrota. Nunca vimos ela lutar depois de derrota, por isso não podemos julgar se ela assimilou ou não a derrota. Tudo é especulação, até a nossa discussão kkk. Tem tudo pra ser um lutão. Eu acho que a Bullet é a campeão do UFC daqui a pouco. Amanda passou um cagaço com ela, e se tivesse mais 1 round fatalmente seria nocauteada.

          • Nome

            Vinicius, você ainda tem aquele CD do Twinsen Odyssey pra me emprestar?

          • Vinicius Maia

            Rapaz… quem é vc?? kkk. Eu tinha, mas já perdi faz um tempo kkk. No gog.com tava 3 conto.

          • Nome

            Juarez do Alternativo! hahahaha Como você está? Manda um email pra mim agora aí, bixo. juarezjandre no gmail

          • magnuseverest

            Amanda e Valentina será uma grande luta com 5 rounds,mas antes pode pintar a Holm numa unificação das categorias.

    • Hyuriel Constantino

      Eu acho que Ronda não chega numa decisão nem a pau. Ou ela leva a cinta ou aposenta antes dos 25 minutos.
      E eu aposto na Amanda via KO ou TKO na base da brutalidade sádica.

      • IMPERADOR

        Bom…
        Alem de achar que a Ronda não vai cair dentro da Leoa, penso que a Amanda vai cadenciar a luta para ganhar por decisão.
        Caso a Ronda cometa a loucura de ir pra cima, ai sim, seu comentario faz sentido. Mas, não acho que ele esteja equilibrada e confiante o suficiente para isso.
        Fora o que a surra que ela levou da Holm deve ter deixado como experiência.

        • Hyuriel Constantino

          Ela vai cair. Ronda não vai passar a ser contragolpeadora ou o tipo que recua dando espaço pra oponente. É bem do tipo dela.

        • Gabe Thai

          IMPERADOR, Amanda não tem gás pra 5 rounds, ela vai se cansar antes, se ela vencer, é pelo normal dela, KO/TKO, mas aposto em Ronda por SUB

    • Ícaro Araújo

      Não acho que vá para decisão. Foi como o Hyuriel e o Gabe falaram, a Amanda infelizmente não tem gás para cinco rounds – pelo menos na luta dela contra a Shevchenko isso ficou bem claro -, a Leoa precisa nocautear ou finalizar, e pelo o histórico dela (das 13 vitórias, apenas uma foi para decisão), principalmente se a luta se desenrolar em pé, isso pode e vai acontecer. Se a luta se prolongar, as chances são maiores para a Ronda… Quer dizer, pelo menos na teoria, pois nós nunca vimos a Rowdy lutar também cinco rounds, todas as vitórias da loira foram pela via rápida. Alguém provavelmente vai ser nocauteada/finalizada.

      • Igor Martins

        contra a tate na terceira luta ela lutou 3 rounds intensos, então9 creio que 5 a ronda luta de boa..pra a amanda a acho favorita nos 2 primeiros rounds, depois vou de ronda, o unico problema que vejo na ronda é ter continuado naquela pifia academia do tarverdyan

  • Leandro Luz Moreira

    Cara, depois da pesagem ficou mais claro uma coisa: a derrota não mudou Ronda. Não a ensinou ter um emocional mais equilibrado para competir. Pelo contrário: o fato dela nem mesmo conversar com Rogan ao final da pesagem mostra que ela ainda está muito incomodada com a situação toda. A prepotência ainda está ali. E essa talvez seja sua maior derrota e um dos motivos de eu achar que Amanda leva essa luta. No primeiro soco da Leoa que entrar a Ronda vai lembrar da sua última luta e ai fudeu. Adoro a americana, mas ela precisava lidar com isso de uma maneira mais madura, encarando a derrota como parte do show e não como um aparte.

    No Love não vai encontrar Cruz no octógono.

    E Lineker: nunca torci tanto para um soco entrar limpo.

    • Shotokan Karate

      Já vejo o contrário. A Ronda se isolou justamente pra não perder o foco e como fã dela prefiro que ela esteja assim. Era holofote demais em cima dela e foi claro que ela perdeu o foco em meio a tanta badalação. Fiquei tri chateado coma derrota dela pra Preacher Daughter. Pro bem do próprio MMA é bom que ela volte com uma vitória pra sempre imaginarmos um pega dela com a Cris.

      • IMPERADOR

        Pode ser que o motivo, também, tenha sido o foco na luta.
        Mas, uma pessoa que não esta pronta para ouvir o que não te agrada ou não quer, deveria pensar duas vezes antes de retornar a cena.
        Em minha opinião, ela esta bem longe de estar equilibrada.

      • Hyuriel Constantino

        Se o isolamento fosse apenas para treinar mais firme, ela teria reorganizado tb a sua mentalidade. Vc mesmo, como praticante de artes marciais, deve supor que não adianta vc treinar mais o corpo se a mentalidade que o levou a um revés não foi superada. É como tunar um carro e ainda continuar usando o mesmo combustível adulterado de outrora.

        • Shotokan Karate

          Concordo contigo Hyuriel mas até o final da luta contra a Amanda qq coisa é meramente especulativo (mesmo o palpite que posto agora quanto ao eventual estado dela de estar mais focada pela reclusão). Ao final do combate saberemos se ela mudou mesmo a mentalidade.

    • Marcelo

      Essa menina participou de competições a vida inteira, está acostumada a treinar muito pesado, foi medalhista olímpica e perdeu somente uma luta na carreira do MMA.
      Acho que estão tirando conclusões demais em torno de algumas reações dela. Faz um ano que nós não vemos ela lutando, não se sabe se a reação a derrota foi mesmo negativa do ponto de vista esportivo.
      Como competidora, as reações dela, falando de suicídio e etc, mostram o quanto vencer e ser considerada a melhor são coisas importantes pra ela, até de forma doentia, melhor reação do que se ela desse de ombros e fizesse pouco caso do que aconteceu.

  • Shotokan Karate

    Palmpites:

    Ronda por finalização
    Cruz DU
    Dillashaw KO
    Kim KO
    Barba KO

    • Hyuriel Constantino

      O Barba não dá KO há tempos (parece que a mão pesada evaporou), e o TJ só deu KOs na elite precisando de cinco rounds. Acho muito improvável que dê KO num dos queixos mais resistentes das divisões mais leves até 70 Kg num espaço de 15 minutos.
      Relativo a Ronda, pra ela finalizar, ela precisa encurtar pra levar pro chão. Antes disso, acho que a Amanda tá com a precisão em dia pra interceptar no avanço e fazer o rosto da loirinha entrar em choque com sua mão pesada. Daí a judoca vai descambar em queda livre.

      • Shotokan Karate

        Concordo com tua análise mas quanto ao Dillashaw sempre tem a chance do golpe entrar. Barba admito que é mais um pensamento mágico mas em luta não se pode duvidar de nada. Eu acredito na Ronda, ela ficou reclusa por 1 ano e gostei mto de vê-la fora dos holofotes, certamente ela usou esse tempo pra rever seu jogo e deve estar altamente focada.

  • Renan Oliveira

    Palpites:

    Amanda TKO 2R
    Cruz UD (Mas também é bem possível um TKO do campeão)
    Dillashaw UD
    Kim UD
    Magny TKO 3R

  • Leonardo José Consoni

    Curti a sacada da Amanda na pesagem. Será que ela é chegada nos animes ?

    http://static.zerochan.net/Tiger.Mask.W.full.2021320.jpg

  • Fernando Ribeiro

    Eu vou de Nunes via massacre, o estado que está o psicológico da Ronda não da margem pra outro resultado, ela não consegue comparecer aos eventos de imprensa, não deu entrevista pós encarada, diferente das outras encaradas dessa vez ela não teve coragem de dizer nada pra adversária, até o Countdown não exibiu nenhuma imagem do nocaute sofrido pela Ronda, certamente pra não machucar os sentimentos dela que provavelmente nunca teve coragem de ver as imagens até hoje, por essas e algumas outras, com certeza a Amanda vai atropelar e aposentar a Ronda.
    Acho que o Cody nocauteia o Dominick no R1.
    E o Lineker também acho que nocauteia o Dillashaw.

  • Renato Rebelo

    Pessoal, não se esqueçam dos palpites do Confere! Devo fechar a página por voltas das 20h amanhã (o evento começa 21h30)!
    http://sextoround.com.br/eventos/ufc-207-nunes-x-rousey/

  • Marcos Henrique Lira

    Na minha modesta opinião. Ronda entrara para o Inss amanhã, eu creio que Amanda não vai dar chance para americana. Nocaute 1 Round.
    No love K.O 2 Round
    Vou ser torcedor: Lineker TKÔ após um trocaçao insana no 3 round.
    Hendricks reencontra o caminho da vitória TKÔ 1 round e sobe para os medio

  • Aliny

    “Conhecendo a mentalidade da Ronda”, que coisa arrogante pra se dizer, ainda mais por não acompanhar direito a Ronda, pelo jeito de se falar sobre ela está claro que não sabe sobre a mentalidade dela, apenas julga de acordo com o que é mais conveniente. Aliás coisa que a geral tem feito.

    • Rodrigo Tannuri

      A Ronda já mostrou o quanto é arrogante e fraca mentalmente. O pior cego é aquele que não quer ver.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Amanda TKO
    Cruz DU
    Lineker KO
    Kim DU
    Magny SUB

  • Judas Bode de Ravena

    Ronda relatou em sua ultima entrevista que estava exausta e se preparou pouco para enfrentar a holm devido a gravações , publicidade..e fez um corte de peso brusco para a luta e não aceitou lutar em nova york por não estar 100 por cento preparada pois estava recuperando de uma cirurgia no joelho e criticou os que aceita lutas simplismente por dinheiro.
    acredito que deve ter corrigido suas falhas na trocação, ja que na luta contra holm atacava, mas levava muitos contragolpes por estar aberta
    Acredito que vai dar a lógica nas trÊs primeiras lutas com vitórias de?
    ronda… cruz…dillashaw….vou ficar muito surpreso se não der esta lógica

    • Lorenzo Freitas

      ta surpreso agora? haehea

  • Ícaro Araújo

    Meus palpites:

    Amanda por nocaute;
    Cruz por decisão;
    Lineker por nocaute;
    Magny por decisão;
    Kim por nocaute;
    Cowboy por nocaute.

  • Paulo de Tarso Lins

    Com todo respeito a você meu caro Tannuri, Dodson é um dos lutadores mais espetaculares juntando todas as categorias de pequenos, e pra muitos ele venceu Lineker (em uma luta muito parelha ), então não posso concordar que TJ está num nível assim tão acima, a luta é dura mas o mãos de pedra pode sim vencer.

    • Rodrigo Tannuri

      Dodson é bom lutador sim, mas o TJ, na minha visão, está à frente, mesmo tempo perdido pro ex-mosca. A luta mostrou bem o que eu quis dizer 🙂

  • Gabriel Nicacio

    Amanda tá se achando um pouco, teve até a coragem de dizer que já enfrentou maiores desafios (pode ter sido da boca pra fora), mas vamos lá.

    Ronda Rousey é especialista em quedas, e o estilo de Amanda a favorece, pois se a Leoa for pra cima de Rousey como foi para cima de Tate, a queda de quadril é inevitável. Amanda ganha as lutas na base da força, andando pra frente e soltando bombas, com força de um homem mesmo. Mas essa estratégia é ruim, Cat Zingano tentou por exemplo, e se deu mal, quero ver como vai ocorrer contra Ronda. E outra coisa, Amanda diz que sabe defender quedas, porém, de wrestling. Quantas lutadoras são experts em judo no UFC? E vamos analisar outra parte, Ronda Rousey é expert no chão. Alguns dizem que Amanda é faixa-preta, e pode conter o ímpeto, mas, sinceramente, para mim não significa porcaria nenhuma, pois Rousey é diferenciada, não importa se é faixa-preta ou não.
    Outra coisa que eu observo, é que, Rowdy já provou que tem o psicológico fraco, e pode traí-la mas eu penso se isso também não pode ter trazido uma peça fundamental, chamada obsessão. Ela está muito focada, e como o André Azevedo disse ontem no Combate News, temos que esperar a melhor Ronda Rousey, pois ela está focada, pensando apenas na luta, e está há 1 ano treinando obsessivamente.

    Agora, vamos ver por outro lado. Amanda Nunes, fisicamente, é a lutadora mais forte da divisão, e, se o psicológico da Ronda a trair, e ela querer partir para a trocação franca, como fez com a Holly Holm, ela vai se dar muito, mas muito mal. Amanda Nunes tem poder de nocaute, e com suas bombas, pode defender as tentativas de clinche de Ronda. Amanda tem que basicamente manter a luta em pé desesperadamente, no melhor estilo McGregor contra Nate Diaz.

  • magnuseverest

    Kim vs Tarec parece ser o mais confuso,tomara que não seja uma luta chata,amarrada…
    Tinha esquecido do Cara de Sapato e do Alex Cowboy;pena que a Globo não comprou o evento para promover estes lutadores brasileiros,Lineker merecia,fora Jessica e Werdum que estavam no card,talvez por causa do horário,deve acabar lá pelas 4 da manhã.

  • André Lira

    Nunes TKO RD 1 ou 2
    Cruz UD
    Dillashaw UD
    Kim UD
    Magny UD

  • Negreiros

    “Renato Rebelo: Não se questiona que No Love bate pesado, mas, francamente, nem acho o seu boxe essa pitanga toda. E mais: ele só tem isso”
    ops!!FAIL
    acontece rs

    • Renato Rebelo

      Hhaha engoli a lingua!

  • Alexandre Guimaraes

    Puts, erraram feio. Subestimaram a brasileira, e ela deu um sacode bonito na Ronda. Agora ela deve procurar o INSS e se aposentar por invalidez. Dá-lhe Amanda Leoa Nunes, e que venham outras lutas para ela se firmar.

    • Rodrigo Tannuri

      Fui de Amanda!

Tags: , , ,