UFC 172: Depois da pólvora não tem cabuloso?

Renato Rebelo | 27/04/2014 às 17:20

4Em “Um por amor, dois por dinheiro”, Mano Brown, Ice Blue, Edi Rock e KL Jay erram feio ao decretar que “depois da pólvora não tem cabuloso”.

Certamente, os Racionais MC’s nunca ouviram falar do menino caneludo que, com três anos e meio de treino, já destronava antigos monarcas como se fosse fácil.

Ao Combate.com, Glover Teixeira disse que ficaria chocado se Jon Jones o dominasse no UFC 172.

Mas o mineiro de Sobrália, sujeito bem acima da nota de corte, também nunca havia dividido o cercado com um fenômeno da natureza.

UPPER CUTGlovão simplesmente não teve respostas para a velocidade, a criatividade e os 2,15 metros de angústia e sofrimento que o campeão dos meio-pesados traz pra mesa.

Mesmo assim, o bicho suportou 25 minutos de piaba com ombro deslocado, costela trincada e olho direito dilacerado.

E isso nos diz muito sobre a ameaça que Glover representa ao resto da divisão.

Jones, por sua vez, quebrou uma pá de recordes:

Maior vencedor do peso (14 vitórias)
Maior série invicta do peso (11 vitórias)
Maior número de defesas de cinturão no peso (sete)
Recorde de golpes significativos aterrissados em uma luta no peso: 138
Lutador que mais aterrissou golpes significativos na história do peso (824 versus os 796 de Forrest Griffin)
Melhor porcentagem de defesas de quedas história do UFC (96,6% – defendeu 28 de 29)

Ganchos na linha de cintura, cotovelos em ângulos esquisitos, joelhadas malignas, uma ombrada inesperada, jabs velozes, pisões mis, bicos no plexo…

O Jones é realmente impressionante lutando. Respeito! – tweetou Júnior Cigano.

PEEK A BOOA infindável variedade de golpes, lançada em velocidade supersônica, manteve Glover ocupado demais para encaixar sua poderosa mão direita.

Fora de seu elemento (andando pra trás), o brasileiro acabou subjugado até onde costuma brilhar: na curta pra média distância.

Isso por que “Bones” também precisou improvisar para por fim aos 3318 dias de invencibilidade de Glover.

Ele mesmo disse que o plano A era cravar o rival no tablado e trabalhar o ground and pound.

Méritos para Steve Mocco, que lidera o timaço de wrestlers da American Top Team.

Mais méritos ainda para Mike Winkeljohn, o homem responsável pelo kickboxing volumosíssimo de Jones.

50 a 45 na visão dos três juízes e a clara sensação que Glover, a exemplo de Shogun, Belfort, Lyoto, Rampage, Rashad, etc, etc, levou uma faca para um tiroteio.

Espetacular performance do Jones. Não esperava uma vitória tão limpa assim – mandou o meio-pesado Robert Drysdale.

Com a exceção de Alexander Gustafsson, o nova-iorquino, do alto de seus 26 aninhos, atravessou o vale da sombra da morte como bem quis.

Acho que o “Mauler” não bate o Jones que vimos hoje – opinou o peso leve Michael Chiesa.

CUR

Passa numa entrevista de emprego com esse currículo?

Podemos até concluir que a personalidade do cara não é das mais afáveis e mercadológicas, mas negar a genialidade desta arma-humana, especializada em talhar opositores com suas vértices pontiagudas, beira a insanidade.

Sua música de entrada, cujo refrão faz menção a um episódio envolvendo Muhammad Ali no Zaire, desvenda o mistério: o campeão está aqui.

E, caso seu grande antagonista (Gustavão) e o ex-peso-pesado Daniel Cormier caiam como moscas na sequência, sei não…

De repente, é até o caso de Anderson Silva passar a ser visto pelo retrovisor.

Abraços.

  • Jonatas Maciel da Silva

    ótima analise kkkkk, para mim, pelos adversários q ele já enfrentou ele já é o maior lutador da história, msm q perca a próxima luta os feitos deles são incomparáveis.

  • Felipe Queiroz

    Ortiz tem 15 vitórias no Ultimate, não?

    • Renato Rebelo

      Sim, mas algumas foram em pesos casados (teve até com 198 libras) – o que não configura exatamente uma luta de meio-pesados.

      • Felipe Queiroz
        • Renato Rebelo

          É claro que há uma má vontade grande com o Tito Ortiz no UFC. Isso é inegável. Mas ele só tem 10 vitórias batendo 205 libras lá. Ou seja, por mais que seja proposital, a foto acima não está errada – uma vez que os dois com 10 vitórias, em ordem alfabética, estão a frente. As outras cinco vitórias dele, como disse anteriormente, foram com pesos combinados..

  • Rodrigo

    e tem gente que ainda duvida das habilidades do jones, o marinho ainda acha que o lyoto pode vencer esse mutante kkkkkkkkkkkkkk

  • Gustavo Trigueiro

    Aquela alavanca no braço direito e o chute rodado na costela , ainda no primeiro round, deram a conotação do que seria o restante da luta.. uma verdadeira aula de genialidade no MMA contra um lutador que se mostrou extremamente guerreiro. Parabéns Glover pela sua raça! Reverências a Jon Jones por se mostrar fora de série e vaticinar toda a minha esperança no cinturão vir para o Brasil.

  • Renato Rebelo

    Pra quem não viu, a entrada eletrizante do campeão:

  • Gabriel Castelani

    Nao há como negar! Jon jones tem o maior arsenal da atualidade e é surpriendente sua evolucao a cada luta. Falta muito pouco, e ele tem muito tempo, pra ser o maior atleta de MMA da historia. Sua maior luta vai ser contra ele mesmo, manter o foco e continuar golpeando todos os recordes! Apesar da derrota sinti muito orgulho pela entrega do glover, tenho certeza que tambem vai crescer com esse reves!

  • Tiago Nicolau de Melo

    MONSTRO! Sem mais. Ainda tentou por duas (ou três?) vezes uma cotovelada parecida com a do Spider no Fryklund no Cage Rage. Cormier não aguenta essa pressão e o Gustavão tem que melhorar muito, pq esse Jones da luta contra o Glover desmonta o Jones que lutou com o Mauler.

  • Vitor cartman

    Cara sem querer desmerecer o Anderson que é um mito mas não vejo ele ganhando do Jones o único capaz de fazer isso na minha opinião é o Velasquez .

  • Gabriel Guimarães Calefi

    A sequência do menino Bones é, Ryan Bader, Shogun, Rampage, Lyoto, Rashad, Vitor “The Phenon” Belfort, Sonnen, “Gustavão” e Glover…. e tem gente que tem a coragem de dizer que ele não é isso tudo. Pelo amor de Deus, um cara que enfileira tantos lutadores de alto gabarito, passou vivo pelo vale da sombra da morte até agora, e ainda é questionado por alguns… como pode!!!!

    • Vitor MacGruber

      Se vencer Gustaffson na revanche Jones passa Fedor e Silva e se torna o maior lutador de todos os tempos. Venceu por muito pouco a primeira luta e agora o sueco que viu que tem grandes chances vai se arriscar bem mais.

      Pra mim é 51% pro Jones contra 49% pro Gus.

  • heitor

    Foi um lutão, e ate o 3R vi uma luta bem equilibrada, com Jones acertando mais, mas nada muito contudente, o Glover defendeu bem as quedas, e isso enriqueceu a luta, ja no 4R foi realmente um terror, ali o campeão se destacou, pra mim ele ganhou ali, e at no 5R o Glover foi muito bem, a luta ainda tava aberta, um golpe poderia mudar, os dois muito bem fisicamente, só não gostei da fugidinha do Bones no final, poderiam trocar ate o final, só pro espetaculo ser 100% perfeito… vitória justa do Bones, que realmente é o melhor da atualidade, que só pega pedreira, e o Glover tem tudo pr aganhar revanche, não achei que ele foi dominado, ele foi vencido, mas nem se compara ao que aconteceu com lyoto e vitor, afinal, no fim Glover estava de pé, e bem, apenas vencido limpamente.

  • zagolee

    Realmente Jon Jones é um lutador acima da média, mas contrasta com a imagem também de um lutador que joga sujo! Mão estendidas e dedos nos olhos de quase todos os adversários, até colocou a mão em cima da boca do Shogun pra que ele não respirasse… Lembram-se? A luta não foi tão limpa assim sr. Robert Drysdale.

    Jon Jones é ótimo, mas não fantástico como Fedor!

    Na minha ótica equacional de méritos vi um Glover extremamente preparado que aguentou 25 minutos e um Jon Jones que sabe usar sua biomecânica de envergadura, mas que deve ser testado novamente com Gustafson (Ao qual eu não botava muita fé até um tempo atrás… kkk!) (O jogo do infight do Cormier também é perigoso e eu quero ver esta luta!)

    • Caio Abreu

      cara concordo contigo pra mim ele é um cara mau. vai lá pra ganhar a luta seja de que forma for. é dedo no olho mão na cara acho que pra ganhar tem que jogar sujo como ele no infight. e pra iniciar forçar a encarada na hora da pesagem forçar mesmo tentar quebrar o psicologico dele, o velho olho no olho que ele sempre evita, mas o cara é um fera lutador de mma da nova geração mesmo muito eclético.

      • zagolee

        Caião acho que o novo adversário do Jon Jones se quiser realmente vencer tem que usar todas as armas que tiver, segue-se: não olhar para eles na encara (para que prove do próprio veneno), não dizer nada sobre o oponente nas entrevistas (isso pode gerar dúvida quanto ao emocional do adversário), não sorrir em nenhum momento e não vibrar em qualquer vitória… Se você quiser saber mais sobre isto apenas veja as lutas de um tal de Fedor… kkk!

        • Caio Abreu

          esse é lenda de mais pra mim foi o maior.

  • Leo Ferreira

    Quando Michael Phelps assombrou o mundo vencendo e quebrando recordes nas piscinas, muito se comentou sobre como a anatomia do seu corpo era perfeito para o esporte – braços longos e pernas curtas. Jones é exatamente a mesma coisa, tem braços e pernas longos que o diferencia e lhe dá uma extrema vantagem no combate. E além do mais, sabe usar o anti-jogo (braço esticado na cabeça do adversário, pisões no joelho e agora o novíssimo torção de braço) para se impor e frustrar o adversário. Só resta reconhecer e se sentar em frente à tv e assistir suas exibições como um craque do MMA e uma jovem lenda do esporte.

  • Alessandro Costa

    Olha gosto demais das matérias desse site, mas vcs colocam uma linguagem meio chata e complicada, expressões e palavras difíceis que acabam dificultando o entendimento, não falo por mim pois entendo muito bem à que se refere tudo que está escrito, mas com certeza tem pessoas que acham isso.. Mas em relação à luta, acho que o Jones que enfrentou Glover não é melhor e nem pior do que o Jones que enfrentou Gustafsson, pq desde o anuncio da luta eu achava que Glover, apesar de seu estilo agressivo, não era adversário à altura pro Jon Jones, tipo, ele venceu 5 lutas antes de enfrentar o campeão e em nenhuma das lutas ele enfrentou grandes lutadores na minha opnião, Kingsbury junto com Fábio Maldonado e Te-Huna nem estão no top 10 da categoria, ele venceu Ryan Bader que é o 10° e ainda levou sufoco e o Rampage Jackson já está praticamente no fim de carreira. Acho que isso tem que ser observado também antes de definir o desempenho do Jones, por isso acho que ele pegou um cara meio “fraquinho” dia 26. Respeito a opinião de todo mundo mas é o que eu acho.

  • DILSON UDSON

    Entra no na gaiola com um “sniper” desse nível e ficar plantado, é free pass no hospital.

  • William Amaral

    Senti falta da análise das outras lutas e do “atacando de Joe Silva”.

    • Renato Rebelo

      Volta com td no próximo evento, William. Tive doentaço nos últimos dias e dei uma economizada

Tags: , ,