A derrota no MT desvaloriza o passe de Cyborg?

Renato Rebelo | 06/04/2014 às 20:53

Cristiane__Justino__vs__Jorina_Baars_3No Lion Fights 14, Cris Cyborg foi achatada por uma betoneira holandesa chamada Jorina Baars.

Pra quem ainda não conhece a fera, “JoJo”, bicampeã mundial e 35-0 no muay thai, estava há três anos de molho por completo desinteresse da concorrência.

Acredite se quiser: até transexual na Tailândia ela teve que matar no peito para não ficar parada!

Foi aí que o sangue chuteboxer ferveu e Cris levantou o braço – pedindo a bola.

Foram 25 minutos de muito castigo (incluindo três knockdowns), é verdade, mas, no resumo da ópera, a curitibana não sucumbiu.

Pessoalmente, não creio que Cyba, funcionária do MMA desde 2005, pudesse nos dar maior demonstração de brio, valentia e técnica (ela venceu um round!) em sua terceira luta profissional de muay thai.

Eu sou uma lutadora de muay thai. Ela é lutadora de MMA. Eu vou bater nela ou em qualquer outro oponente com o mesmo perfil. Esse é meu esporte, meu estilo – declarou Jorina ao site MMA Fighting.

Mal comparando, seria como se Jon Jones (peso por peso nº1 entre os homens) entubasse um Badr Hari da vida com luvas de 10 onças.

Por pensar desta forma, discordo respeitosamente da rapaziada que considerou a derrota danosa ao prestígio da ex-campeã do Strikeforce.

Gostem ou não, a derrota da Cyborg terá um grande efeito em um potencial futuro com o UFC. Antes, ela tinha muita alavancagem. O tipo de alavancagem que só alguém que não perde em esportes de combate há nove anos tem. Ela não tem mais isso – escreveu o jornalista Marc Raimondi, da Fox Sports americana.

Por que, então, Ben Henderson e Dong Hyun Kim não entraram debaixo da mesma lupa quando foram finalizados por Otávio Souza e Rômulo Barral (respectivamente) no ADCC 2013?

Le Banner

Don Frye versus Le Banner no K-1. Resultado: KO brutal

Alistair Overeem era outro que, mesmo derrotado, recebia um baita crédito por se aventurar no K-1

O discurso crítico faz até parecer que mais vale um lutador vitorioso se trancar na cristaleira do que aproveitar o auge físico e técnico para se testar.

Não creio que tal mentalidade provinciana seria adotada pelo Ultimate na hora de negociar honorários.

A não ser, claro, que já exista toda uma má vontade para com a moça…

Achismos à parte, no mundo real – e não no raso âmbito das redes sociais onde a imagem de um rosto inchado descontextualiza a informação- a ameaça de Cyborg ao reinado de Ronda Rousey é tão ou ainda mais vívida pós-Jorina Baars.

Afinal, se nem a campeã mundial tem poder de fogo para lhe nocautear, quem mais terá?

O pepino é que o tão sonhado tête-à-tête com a loirinha só sai em caso de vitória sobre outra cruelíssima rival: a balança.

Nosso objetivo é bater 61kg no verão e lutar com a Ronda Rousey no outono, se o UFC estiver disposto a aceitar. Não vejo como essa derrota atrasa a Cris no mundo do MMA ou faz as pessoas não quererem vê-la lutando com a Rousey. A Rousey está fazendo filmes enquanto a Cris está enfrentando as melhores do mundo em outros esportes – declarou George Prajin, novo empresário de Cris.

Abraços.

  • Gleydson Silva

    O timing da joelhada no gif impressiona e muito… Lindo lance.

    • David Carvalho Crosariol

      Foi praticamente um “tiger” do Saghat..rs..

  • Tiago Nicolau de Melo

    Jorina maior, além da envergadura e força. Cyba aguentou bem demais.

  • Renan Trindade

    Apesar de Ronda x Cyba ser talvez a maior luta feminina da história, acho que há uma má vontade do UFC com a brasileira. De reppente, não é jogo pra eles faturar alto em uma luta e a rentável queridinha que pode render bastante no longo prazo perder prestígio e a invencibilidade. Não sou de teorias conspiratorias, mas sei la.

  • Rodrigo OLiveira

    Pra acabar com a discussão, besta ao meu ver, já que são esportes totalmente diferentes, regras diferentes, luvas diferentes etc…Jorina Baars tem 1 vitória e 3 DERROTAS no MMA. Pois é, amigos! Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. No Muay Thai por exemplo, ao contrário do MMA, se a luta tiver ruim pra alguém em pé a regra não permite levar a luta para o chão, usar o gnp ou JJ pra finalizar. É em pé ou em pé, não tem escolha. Mike Tyson já disse que se fosse lutar MMA tomaria uma surra. Portanto, é como dizer que lobisomem e ornitorrinco são da mesma espécie. Não são!

  • Gustavo Trigueiro

    Penso q a derrota de Crys não irá abalar o seu legado e credibilidade no mundo da luta. Há de se parabenizar a coragem de Ciba, sempre buscando evoluir e se testar, mesmo correndo riscos. Tb acho q o UFC não tem má vontade, mas sim, péssima vontade em contratar Cyborg e ver o castelo encantado da princesa Ronda desmoronar.

    Portanto, na minha opinião, a derrota de Crys no mt não prejudicou a sua imagem. Muito pelo contrário. Parafraseando o Capitão Nascimento: Ciba caiu, mas caiu pra cima.

  • Leonardo Paz

    essa derrota foi ruim para Cris no sentido q o Dana ve essa luta e pensa agora f… se nem a bi campea nocauteia essa mina quem o fara, essa luta serviu para mostrar o queixo da Cyborg q ate entao nunca havia sido testado e é somais um motivo para o presidente do ufc nao casar essa luta com a gostosa do ufc!!!!!

  • David Carvalho Crosariol

    Faz tempo que não vejo uma joelhada tão perfeita. Lindo golpe!
    Mesmo com a derrota acredito que entre uma filmagem e outra a Ronda dá uma engolida seca e manda um leve sussurro “caraio”.

  • Bruno Coutinho

    Diga-se de passagem, a Cris ganhou dois rounds da gigante loura.

  • josue viana de souza

    acabei de ver a luta se fosse mma ela nocautearia jorina no primeiro round coração de guerreira boa luta!

  • Elson Junior

    Rapaz ví a luta completa agorinha e NÃO VI a Cris Cyborg ser achatada. Eu a vi levando três quedas e levantando com muita rapidez pra continuar a luta, mas também, vi dando muita porrada na holandesa, principalmente nos 3º e 4º rounds em que ganhou e onde a mão pegou pra valer e a Jorina Baas caiu algumas vezes.A sorte da Jorina é que não era uma luta de MMA. Vocês aqui do SextoRound, tenho notado, só desfaz da brasileira pioneira no MMA feminino e seu maior nome mundial. Acho que é porque, como já ouvir antes aqui, vocês são pagos pelo UFC. Mesmo vendo a loira do UFC lutar ontem, contra a Beth, ainda tenho certeza que ela não passa do 1º roundo com a Cyborg. Brincadeira vocês. Estive algumas semanas lendo bons posts aqui no site, mas depois que lir este aqui resolvir não me associar. Peço que publique.

Tags: ,