UFC 171 / TUF Brasil 3 / Fight Night 39 e mais…

Renato Rebelo | 18/03/2014 às 19:26

Está no ar a nona edição do nosso podcast!

Nesta semana, tive a companhia dos jornalistas Breno Massena (coordenador da TV Esporte Interativo) e Bernardo Edler (editor e tradutor do SporTV).

Em pauta:

– UFC 171
– TUF Brasil 3
– UFC FN 39
– Perguntas dos ouvintes

Espero que gostem:

*Para baixar o programa, basta clicar na setinha apontada para baixo na parte superior do “player” à direita.

  • Francis Couto Falbo

    Assisti a luta mais umas 3 veses e continuo com a opinião= 1round 10×10, 2 e 4 Lawler e 3 e 5 Hendricks. EMPATE. Falo, Renato bom podcast.

    • Dan Mendes

      Não pode ter empate em disputa de cinturão. Salvo engano esta na regra.

      • Marcelo Siedler

        Oi Dan Mendes, pode ter empate sim, se for empate o detentor do cinturão permanece com o mesmo. No caso, continuaria vago. Abraço!!

        • Rubens Rodrigues

          Dan Mendes, pode ocorrer isso sim! Já ocorreu uma vez na segunda defesa de cinturão do Edgar, a luta era Edgar vs Maynard 2.
          Vou deixar o link para você dar uma conferida.
          Abraço

          http://m.br.ufc.com/media/125-EDGARVMAYNARD-II

          • Dan Mendes

            No caso esta luta já tinha um campeão anterior.

  • David Carvalho Crosariol

    Muito bom, rapaziada!
    No trecho sobre o Murilo Ninja não me contive e procurei alguns vídeos no youtube para conferir o dialeto do rapaz..kkkk

    Ontem tentei mandar uma dúvida, mas não tive tempo, então quem sabe cabe aqui na discussão.

    No
    Tuf, no momento onde o lutador (não lembro o nome, mas aquele mesmo da
    dancinha) que quebrou o dedo, teve um comentário do Sonen dizendo que no
    MMA não tem tempo, logo, não seria possível o retorno à luta.
    Fiquei pensando sobre isso e vamos lá.
    Quando
    há um tempo técnico onde o árbitro pára a luta, pede tempo e pede para
    que o médico entre para olhar um corte ou algo do tipo, não seria a
    mesma situação?
    Será que na luta em questão, onde o lutador mostrou o
    dedo quebrado, não seria o caso do árbitro perceber, solicitar tempo,
    pedir para que o médico entre e se for o caso, colocar o dedo no lugar e
    possibilitar a continuação da luta?

    Abraço e parabéns pelo trabalho.

    • Marcelo Siedler

      Boa pergunta, hehe

    • Renato Rebelo

      Grande David, me perdoe pela demora. As regras do jogo apontam que o juiz pode solicitar um “time out” médico (por um corte, por exemplo) a qualquer momento – enquanto o lutador não pode fazer o mesmo. Portanto, como profissional, você deve continuar lutando até o juiz intervir. E há uma grande diferença entre dedo deslocado (que não é motivo para se interromper uma luta – pois você mesmo pode botá-lo no lugar ou continuar lutando assim, ainda mais adrenalisado) e um dedo quebrado. Se o osso estiver quebrado (q foi o caso do “Vinagre”), não tem o que fazer e a luta deve ser interrompida na hora – até pra evitar algo pior, como uma fratura exposta. Se alguns lutadores conseguem lutar com pés e mãos quebradas é na raça mesmo, escondendo do juiz. Veja o caso de Jon Jones x Chael Sonnen. Por pouco o falastrão não se sagrou campeão – uma vez q o dedo do pé do Jones estava quebradaço.

      • David Carvalho Crosariol

        Boa Renatão!!
        Valeu meu velho.

  • Rubens Rodrigues

    Perfeito como sempre! Pena que hoje eu não tinha requeijão em casa… só deu pra ouvir tomando o suco de uva, mesmo. AHAHAH
    Parabéns pelo trabalho, grande abraço!

  • Jonatas Maciel da Silva

    òtimo podcast parabens ai rapaziada

  • lope5

    Parabens Rabelo seu trabalho é primoroso, continue assim
    Sawadee Krap!!

Tags: , , ,