Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós UFC-FN 36

Renato Rebelo | 18/02/2014 às 07:40

Com o UFC Fight Night 36 nos livros, chegou a hora desse pretensioso jornaleiro que vos fala vestir o chapéu de “matchmaker”.

Mantendo os pés no chão, dispensando confrontos improváveis e ignorando atletas já comprometidos, cheguei aos seguintes casamentos para os principais vencedores:

NUM1Lyoto Machida x Vitor Belfort / Chris Weidman

Essa aqui é serviço dado. As sarradas em Mark Munõz e Gegard Mousasi na nova faixa de peso renderam ao Dragão o direito de assistir, da primeira fileira, Vitor Belfort e Chris Weidman irem até as últimas consequências pelo cinto dourado no dia 24 de maio. Nada mais justo, uma vez que o ex-campeão dos meio-pesados já trampa há quase sete anos na firma dos irmãos Ferttita e, ao todo, ostenta 13 vitórias em 17 apresentações e seis bônus (quatro por nocautes e dois por lutas da noite).

NUM2

Ronaldo Jacaré x Luke Rockhold ou Michael Bisping

Por mim, Tim Boetsch teria recebido e-mail ontem mesmo avisando que o confere com Rockhold no UFC 172 foi pras picas. Precisamos estabelecer prioridades aqui. Enquanto o “Bárbaro” ocupa a 12ª posição no ranking, o “Rockstar” da AKA pode ser peça-chave na corrida pelo cinturão. Afinal, quem, em passado não tão distante, malocou o cinturão do Strikeforce de Ronaldo Jacaré? Seria o último passo rumo ao “title shot” ideal para o brasileiro… Infelizmente, Boetsch tem sentimentos e minha atitude arbitrária ficará só no papel. Caso Rockhold falhe na missão, vamos de plano B: Michael Bisping. Antes, porém, o “Conde” teria que dar cabo de Tim Kennedy. Se o milico americano (que já foi dominado por Jacaré) passar, lascou-se. Não há plano C. Jaca x Boetsch,, Jaca x Kennedy ou Jaca x Muñoz (que vem de derrota) fazem menos sentido que construir um estádio de futebol na Amazônia para abrigar Honduras x Suíça.

NUM3Erick Silva x Brandon Thatch

O passeio no último sábado tratou de anabolizar a confiança do promissor “Índio” – mas, verdade seja dita, ele também não o faz andar muitas casas no tabuleiro. Se quiser subir a ladeira, Erick terá que garimpar alguém com credenciais mais legítimas que as de Takenori Sato. Foi aí que Brandon Thatch povoou meus pensamentos. Pra quem não lembra, “Rukus” veio ao Brasil em novembro e nocauteou Paulo Thiago – também representante da X-Gym– de forma brutal. Seu Madruga já nos ensinou no passado que “a vingança nunca é plena”, mas Erick não tem tempo a perder – e o brabíssimo Thatch me parece ser seu número.

NUM4Nicholas Musoke x William Patolino

O sueco, que por um triz não foi implodido pela bomba de direita de Viscardi Andrade, espremeu uma decisãozinha marota no apagar das luzes. Na próxima rodada, podíamos oferece-lo a alguém que foi capaz de deitar o paulista em questão. Falo de William Patolino – que fez o veterano Bobby Volker de chinelo velho há pouco. Será que o boxe afiado na Pejor consegue sobrepor a envergadura (muito) superior do parceiro de Alexander Gustafsson? Vale lembrar que Musoke finalizou Alessio Sakara em outubro e, no Fight Night 36, garantiu a vitória nos rounds finais pegando as costas de um faixa-preta duríssimo, tutelado pelo campeão mundial Celsinho Vinicius. E aí, Guillard dos Trópicos, está preparado?

NUM5Charles do Bronx x Cole Miller

Magrinhos, veteranos, longilíneos e portadores de jiu-jítsu pra lá de fino. Charles do Bronx e Cole Miller não sabem, mas nasceram um para o outro. O fato deles serem os dois últimos algozes do inglês Andy Ogle só adiciona outra coincidência ao conluio. Recentemente, o produto da ATT, em busca de um lugar ao sol, pediu as cabeças dos famosões Donald Cerrone e Conor McGregor ao patrão. Mas, já que o primeiro continuará batendo 70kg e o segundo anda mais bichado que o corintiano Renato Augusto, o moleque zica da Baixada Santista pinta como opção razoabilíssima para suprir a carência de Miller.

Me ajudam com Iuri Marajó e Francisco Massaranduba, amigos?

Abraços.

  • Leo Ferreira

    Bom casamento pro Pato, mas, na Arena Amazônia vai ter Inglaterra vs Itália, são 5 titulos mundias em campo né cara.. auehuaheae

    • rafael broni

      Arena Amazônia elefante branco! Depois da copa só vai servir pra shows mesmo, pq futebol nem existe por lá

      • Renato Rebelo

        Pois é. Preço estimado: 490 milhões. Preço real: 650 milhões. Vale gastar essa quantia do nosso dinheiro para receber o jogo que for – e mais Honduras x Suiça- num estado que não tem futebol? Não somos um país rico (é questão de prioridade).

  • Malk Suruhito

    “13 vitórias em 17 apresentações e sete bônus (quatro por nocautes e três por lutas da noite)” – 76% de aproveitamento, mais de 50% ganhando bônus, e das quatro derrotas, duas foram garfadas… e ainda falam que o Lyoto é um lutador “muito chato de se ver lutando”. Na boa, essa turma tem que ficar no YT vendo luta do Kimo Slice até o fim da vida…

  • Diego Cavera

    Jacaré vs Mousasi 2 seria bem interessante tbm, eu casaria Erick Silva vs Musoke, mas que seria um lutão contra o Thatch seria.

  • Daniel Lugondi

    No caso do Jaca, acho que seria legal treinar light… descansar… fazer a artroscopia e esperar o perdedor de Weidman vs Belfort, respectivamente zerinho e 1 dos médios.

  • William Amaral

    Marajó vs Mizugaki

    Massaranduba vs Njokuani

  • André Oliveira

    O Iuri Alcântara poderia ser escalado pra enfrentar o Mike Easton ou o Francisco Rivera. O Hulk vem de três derrotas consecutivas mas mesmo com a corda no pescoço é o 8° do ranking, ja o Cisco é pedreira das bravas e vem nocauteando todo mundo em busca de um lugar ao sol. Dois desafios muito interessantes pro mais velho dos irmãos Marajó.

    Com 4-2 no UFC acho que chegou a hora do Massaranduba buscar vôos mais altos, e acho que o perdedor de Mike Pyle x TJ Waldburger ou de Rick Story x Kelvin Gastelum seria uma boa.

  • Marajó x Easton ou Marajó x Rivera
    Massaranduba x McGee ou Massaranduba x Colton Smith

    Abraço!

  • No caso do Erick, discordo.
    Creio que o Tatch esteja a frente do Erick e que mereça algo melhor..
    Erick não mostrou muito, não sabemos qual realmente era o nível do seu último adversário. Queria ver um Silva x Marquadt. Sim, falo que Tatch é muito pro Erick mas boto ele contra um veterano e ex-campeão do StrikeForce, porém, o mesmo vem de 3 derrotas seguidas. Para o Erick, não haveria uma refeição melhor do que vencer um veterano e ex-campeão do SF e de brinde cair no gosto do chefe ao demitir mais um lutador.

  • No caso do Tatch, carne de pescoço pra ele. Pyle ou Koschesck são os mais cotados..
    Pyle vem de derrota pro Matt Brown, que iria pegar um TS eliminator com Condit.
    Koschesck vem de 3 derrotas seguidas… E o brinde pro Tatch, como comentei abaixo pro Erick, seria cair no gosto da chefia ao demitir mais um lutador experiente, sem lenha pra queimar e com altas cifras.

  • Diego Rizzo

    Lyoto x Vb ou Cw
    Jacare x Michael Bisping
    Erick x Musoke
    Viscardi x Siyar Bahadurzada
    Charles x Manny Gamburian
    Cristiano Marcello x Jesse Ronson
    Massaranduba x Joe Proctor
    Iuri Marajo x Mizugaki
    Wilsom Reis x Yoatzin Meza
    Felipe Sertanejo x Chico Camus (61kg)
    Ildemar Marajo x Ebersole
    D’Silva x Yagin

  • Dieh Kleine

    O Marajó já teria que pegar um top 10, afinal o cara vem surpreendendo no UFC.
    Já o Massara com o McGee

Tags: ,