Banalização dos cinturões
interinos: uma péssima ideia

João Vitor Xavier | 30/11/2016 às 13:23

Historicamente, o UFC sempre usou a prerrogativa do título interino com bastante parcimônia.

Barão esperou uma eternidade para virar campeão linear

Barão esperou uma eternidade para virar campeão linear

Era difícil ver uma disputa desse tipo, e só me lembro de acompanhar situações semelhantes ao que ocorreu com o peso-pena recentemente em casos excepcionais, como quando Frank Mir, então campeão dos pesados, sofreu um acidente de moto, ou quando Georges St. Pierre ficou afastado por mais de um ano por grave lesão no joelho.

Isso sem contar com o caso Dominick Cruz, que só viu um campeão interino ser coroado quando teve um problema que o tiraria do octógono por vários anos. Eventualmente, ele teve de desistir do título linear, mas isso após enfileirar lesões graves.

Nos últimos tempos, porém, o Ultimate tem sido mais “livre” com cinturões interinos. O jeito como a organização tratou da questão do peso-pena abriu precedentes para cinturões interinos em várias categorias, o que desvaloriza ainda mais os títulos mundiais.

Por exemplo, dar um cinturão interino ao vencedor de Anthony Pettis x Max Holloway não faz nenhum sentido. Aldo está saudável, pronto para lutar daqui a alguns meses.

Sei o que está acontecendo, sei a necessidade do evento e porquê essa luta pelo título interino está acontecendo, isso para mim não tem problema nenhum. Agora, José Aldo como fã (do esporte) acho que não tem cabimento, fica uma coisa meio que sem lógica. (…)Acho que em fevereiro, no máximo, já vou estar lutando. Não quero esperar muito porque já tem muito tempo que lutei. Não quero ficar muito tempo sem lutar..”, comentou Aldo ao Combate.

A ideia, obviamente, é valorizar o UFC 206, que perde uma excelente luta de título, pelos meio-pesados, quando o campeão Daniel Cormier se machucou e não poderá enfrentar o desafiante Anthony Johnson.

Assim, o evento mantém uma luta de título, ainda que interino.

Mas, na boa, quem acredita que Holloway ou Pettis serão campeões, de fato? Pegando a divisão como um todo, oficialmente, o vencedor dessa luta não é nem o segundo melhor lutador dos penas, já que Conor McGregor e Aldo ainda estão ativos.

Pettis x Holloway vale título!

Pettis x Holloway vale título…

O título interino em jogo no UFC 206 é um prêmio para o terceiro melhor lutador do mundo até 66kg, o TERCEIRO!

(A questão se torna ainda mais catastrófica pelo jeito como o Ultimate conseguiu colocar um título interino em disputa, como Lucas Carrano explicou em sua coluna).

Essa banalização do título interino também poderia acontecer de outro jeito. Se Johnson aceitasse enfrentar Gegard Mousasi (que se ofereceu para substituir Cormier), esse combate seria pelo interino dos meio-pesados. E olha que, a exemplo dos penas, esta categoria já contava, até “ontem”, com um campeão fantasma (falo de Jon Jones).

Olha que situação estranha! Se antes precisássemos que campeões se machucassem gravemente (casos de Cruz, GSP e Mir) para que um título interino mantivesse a categoria em andamento, hoje a prerrogativa de um título provisório é feita para salvar eventos, numa tentativa desesperada de manter o interesse por shows que perderam boas lutas.

Ou até para amenizar o descontentamento de atletas que se sentem injustiçados – o que é pior ainda.

(Aqui, vale ressaltar que há a possibilidade da criação de um cinturão interino dos leves para McGregor se aventurar nos meio-médios contra Tyron Woodley).

... Khabib x Ferguson também deve valer

… Khabib x Ferguson também deve valer

Esse entendimento de que os títulos interinos estão ali apenas para abrandar problemas circunstanciais é péssimo para o UFC. Não é de hoje que a organização vem sendo acusada de deixar o mérito esportivo de lado para elevar o show, o business.

Decisões como essa dão munição aos críticos. E podem se tornar um problemão para o Ultimate, que agora é comandado por agentes e atores de Hollywood, que adoram uma história legal, mas podem estar deixando o lado esportivo de lado.

O ideal é que o evento ache um jeito de regulamentar a questão dos interinos. Por exemplo, colocar em jogo um título temporário apenas quando o campeão não defendê-lo, sei lá, por 18 meses.

Se essa ausência chega a dois anos, então ele é destituído de seu título linear. É apenas uma ideia, mas que pode ser fundamental para garantir o mérito esportivo dentro do MMA.

  • Andy

    Concordo em partes.
    Nesse caso de que se Mousasi fosse lutar contra Johnson, eu acho viagem colocarem um interino.

    Mas em alguns casos, eu acho plausível.
    Muitas lesões envolvendo campeões, acabam travando muito as categorias.
    Isso de cinturão interino é tipo uma disputa pelo posto de contender número 1, e adversário do campeão da divisão, quando o mesmo retornar.
    E acaba sendo a solução pra esses eventos de PPV, que as vezes acabam sendo cancelados por lesões do campeão, trazendo muito prejuízo ao evento.

    • João Vitor Xavier

      Claro, os casos que eu coloquei no começo do texto são positivos.

  • Gefferson Nesta

    Eu acho totalmente desnecessário, acaba tornando o show em palhaçada!
    Infelizmente isso é um ponto negativo, e vejo isso aqui em casa, pois da mesma forma que minha mulher tomou gosto pelo Ultimate ela acabou desgostando exatamente por esses tipos de coisas… Tento explicar as situações, mas ela não é fã hardcore assim como eu.

  • JB Ravena

    não acho que o cinturão interino desvaloriza o titulo linear, a realidade é que o cinturão interino é um nada perto do titulo linear da categoria.
    Acho que o cinturão interino deveria ser usado constantemente e não em algumas ocasiões em que o ufc escolhe
    Por exemplo se um campeão interino se lesiona e vai ficar 4 meses afastado, ja deveria acionar o interino na divisão, pois o interino é uma garantia na escolha do proximo desafiante ao cinturão…o interino entre hollowai vs nurmagomedov garante ao vencedor a disputa do titulo linear e evita uma arbritariedade, evitando que outro passe na frente
    Acho que o uso constante do cinturão interino garante o mérito esportivo

  • Luis Coppola

    Ué não entendi, queriam que o Aldo defende-se o cinturão interino dos penas com o vencedor de Holloway/Pettis? Sendo que o campeão(ex) linear disse que não luta até maio por causa do nascimento do filho, completando assim 18 meses sem colocar o linear em jogo?

    John Kavanagh logo depois da luta do UFC 194 disse que o Conor não bateria mais o peso para lutar de pena, que era mto sacrificante pra ele e que não valeira a pena. Dana white nunca cogitou realmente uma defesa do Mcgregor nos penas, lutou duas vezes de 77 e quando foi em busca do cinturão dos leves, Dana deixou claro que caso vencesse ele teria que abdicar de um cinturão!
    Cinturão interino dos meio pesados atualmente não faria sentido, ainda mais com a categoria com poucos contenders. Caso seja criado o interino dos leves, será pq o campeão linear não colocará em jogo seu cinturão, como fez por mto tempo na categoria de baixo.
    Não consigo entender essa histeria dos colunistas em relação a retirada do cinturão do Notorius sendo que esse cenário já estava mto claro que aconteceria..

    • Ayrllys Allan

      Acho que sobre os penas, a ideia do João era só um titleshot de 5 rounds, sem cinturão interino. Mesmo com o Aldo no linear, até porque ele já vai lutar agora no inicio do ano com o vencedor dessa peleja. Ou seja, o interino na real nunca vai defender esse cinturão, é só um ticket para lutar com o Aldo.

      • Luis Coppola

        Sim, o problema é que o ex campeão (Conor) não foi destituído antes, teria que ser retirado seu cinturão logo após o vencer o dos leves e declarariam o Aldo campeão linear que na sequência enfrentaria o vencedor de Holloway/Pettis.
        O problema é que montaram um card de PPV fraco, com uma luta de cinturão que caiu, sem outras lutas tão atrativas no card para manter o evento numerado e a única solução que encontraram foi colocar um cinturão linear em jogo. O evento provavelmente não venderia mto com DC x Rumble, como não venderá com esse novo main event, mas era fazer isso ou cancelar o evento inteiro como aconteceu no UFC 151..

        • Ayrllys Allan

          Não cara, mas assim. Não existe ppv numerado só com cinturões. Eles podiam lutar valendo apenas o titleshot. Você acha de verdade que o interesse pelo evento ficou maior depois que essa luta do Holloway/Pettis foi anunciada pelo interino? Eu tenho absoluta certeza que não.

          Eu acho que o grande ponte é o título do texto. Com esse tipo de tomada de decisão, você vai aos poucos desletigimando essa cinta, já existe 10 categorias no UFC, é campeão pra caramba, se você ainda fica criando a esmo campeões interinos, vai matando o interesse do publico médio. De tão banal que fica uma luta por “cinturão”.

          • João Vitor Xavier

            Ayrllys respondeu melhor do que eu! Inclusive, com uma coisa que esqueci de encaixar no texto: duvido que o número de pessoas que não compraria o UFC 206 em caso de não ter luta por cinturão e que agora vai comprar pq tem uma disputa interina justifique isso.

          • Luis Coppola

            João Vitor, se alguns cinturões estão sendo banalizados são os próprios lineares; com desafiantes fazendo a luta de estréia na categoria dentro da organização já disputando a cinta; campeões pegando lutadores vindo de 3-6 e estando em 13° no ranking, furando toda uma sequência lógica de meritocracia esportiva; campeões escolhendo a dedo quem querem enfrentar, se dando ao direito de dizer não luto com fulano por causa disso e disso. Campeões podendo deixar sua categoria estagnada sem defender seu cinturão por mais de um ano e podendo subir pra que categoria quiser, sem ao menos se quer defender uma vez seu cinturão.
            Estão banalizando sim, os Lineares e não os interinos!

          • João Vitor Xavier

            Luis,

            Não discordo com seu ponto. Também acho que os cinturões lineares vêm sendo desvalorizados. Mas nesse texto, abordei apenas a questão dos interinos, já que a confusão toda dos penas se deu nessa semana. Abs, camarada

          • Luis Coppola

            Sim, sei que existem ppvs sem disputas de cinturão, o ultimo que me lembro agora foi Andsu x Nick!
            Não ficou maior o interesse, o problema que o mercado Canadense aonde vai ser o evento ainda é um dos maiores para o UFC. Com DC x Rumble creio que não passaria dos 400mil PPV vendidos, com Pettis/Holloway tbm não vai vender mto tbm, mas por esses dois não serem dois grandes nomes (como ansdu x nick) para segurar um main event de PPV (não como lutadores, falando comercialmente mesmo) penso que para os mandatários do UFC o que restou foi colocar um cinturão em jogo. Eu no lugar deles transformaria esse evento em um Fight Night ou UFC on Fox..

          • Hyuriel Constantino

            Não, cara. O UFC 202 foi tb um card numerado e pago que não teve disputa de cinturão.

  • JB Ravena

    não acho que o cinturão interino desvaloriza o titulo linear, a realidade é que o cinturão interino é um nada perto do titulo linear da categoria e sua função é de dar mais mobilidade para a catagoria evitando a estagnação
    Acho que o cinturão interino deveria ser usado constantemente e não em algumas ocasiões em que o ufc escolhe
    Por exemplo se um campeão linear se lesiona e vai ficar 4 meses afastado, ja deveria colocar o interino na divisão, pois o interino é uma garantia na escolha do proximo desafiante ao cinturão…o interino entre hollowai vs nurmagomedov garante ao vencedor a disputa do titulo linear e evita uma arbritariedade, evitando que outro passe na frente, o interino garante a competitividade da categoria
    Acho que o uso constante do cinturão interino garante o mérito esportivo

    • João Vitor Xavier

      Entendo tua colocação, mas não concordo. abs

  • Francisco Júnior

    Só uma correção: o vencedor dessa luta não será necessariamente o TERCEIRO melhor lutador da categoria. Vamos lembrar que Frank Edgar ainda é peso pena e poderia perfeitamente estar disputando esse cinturão, se não tivesse lutado há tão pouco tempo.

    Eu também sou contra criar cinturão interino sem que o campeão esteja gravemente machucado. O problema é que na situação atual do UFC, onde o mérito esportivo tem sido deixado cada vez mais de lado em disputas de cinturão (com revanches sem sentido, desafiantes vindo direto de outras categorias ou semiaposentados), o cinturão interino virou uma garantia de que quem o possui vai lutar pelo título (ou até herdar o cinturão linear, como Aldo agora). Sem o cinturão interino, quem poderia garantir que Holloway ou Pettis disputariam o cinturão com Aldo em 2017? O próprio Holloway já merece esse “prêmio” há várias lutas, mas só agora tem algo concreto a conquistar.

    • João Vitor Xavier

      Esse é um bom ponto, Francisco. Para Holloway e Pettis, o interino é a “garantia” do title shot. Mas pq precisa ser assim? No mundo ideal, o UFC falaria “essa é a semifinal”, e pronto! Mas não acho bacana colocar um cinturão em jogo só pra se ter essa garantia…abs

  • Tiago Nicolau de Melo

    Isso aqui ficou engraçado e, com algumas adaptações, não seria tão fora de propósito:

    https://twitter.com/EvilGregJackson/status/803275004074934272

  • Tiago Nicolau de Melo

    Sem fazer uma pesquisa e recorrendo somente à memória, creio que essa “putaria” começou com Chad vs Conor. Ok, fizeram uma tour maior do que a do retorno do Guns pro Evento…

  • Tiago Nicolau de Melo
  • Judas Bode de Ravena

    lllff

  • KRS Porlaneff

    Se precisa de cinturões interinos pra salvar evento depois do UFC 205 e quatro Fight Nights horrendos com um TUF Finale que meio mundo torceu pro nariz, ótimo.

    Mas apesar da cúpula do UFC arrotar soberba, algo dentro de mim ainda diz que a WME-IMG não fez um negócio tão vantajoso assim comprando o UFC dos Fertittas. Não sei o que é e logicamente que eu não sabendo o que é eu não tenho como provar, mas já me dou por muito satisfeito se o UFC passar de 2020.

    • João Vitor Xavier

      Tenho essa mesma impressão (a do negócio não necessariamente bom, não em relação ao UFC não passar de 2020, rs). Ainda mais depois do anúncio da MMAAA. Enfim, vamos esperar!

    • Claudio Gomez

      Cara, não sei se tenho o mesmo feeling, mas essa pergunta é realmente muito boa. Para onde esses caras levam a organização, para fazer valer todo esse investimento? Tem como mudar muito? Chance de estragar muito quando mudarem? Se não mexer nada vale todo esse dinheiro mesmo assim? Muito boa pergunta.

  • Lucas Venagas

    qual o problema de achar que o holloway pode ser campeao,duvidar do pettis tudo bem o cara ta 1-3
    mas bota o Holloway na mesma panela é uma leiguice sem tamanho

    • João Vitor Xavier

      Cara, não tenho nada contra o Holloway, inclusive, acho que ele vence o Pettis. Não entendi tua colocação, abs

  • Fernando Ribeiro

    Não que eu esteja reclamando, mas já tinha um post sobre esse assunto feito há não muito tempo
    http://sextoround.com.br/58333-cinturao-interino-excecao-que-virou-regra-no-ufc/
    Mas eu concordo com tudo que foi dito, esses cinturões de mentirinha tão um saco mesmo.

    • João Vitor Xavier

      Bicho, falha minha. Normalmente, dou uma olhada para ver se o assunto já foi debatido recentemente, mas deixei essa passar. Ainda acho que vale a discussão, em vista dos últimos acontecimentos…abs

      • Renato Rebelo

        Acho totalmente válido. Os assuntos que envolvem o mesmo tópico são outros. É um update = )

  • Mauricio

    Titulo interino é bolsa do Paraguai para amante mano… uma hora ela vai querer uma Louis Vuitton e o bixo pega!

    O publico é médio mas não é burro eles vão pagar caro para ver uma disputa de 3º lugar, logo mais até o publico médio vai ignorar tudo que tiver “interino” no meio, aí quando realmente precisar em algum evento especial não terá essa ferramenta.

  • Bruno P.

    Ações como essas me fizeram cancelar o Combate.. perdi completamente o interesse pelo esporte..

    • Vinicius Maia

      Eu cancelei combate pelo alto preço e devido a vários combates cancelados. Tu paga 60 pila pra ver as lutas chega no dia do evento uma porra de luta interessante é removida do evento. Isso é muito brochante.

    • Shotokan Karate

      O UFC virou palhaçada não é de hj, poderia rolar uma debandada geral de lutadores pro Bellator pra manter o MMA atraente. Dá tristeza quando lembro do final da década passada que creio que tenha sido a melhor do UFC quando tinhamos tantos campeões de verdade e com postulantes merecidos ao titulo.

  • Hyuriel Constantino

    Antigamente, no máximo se via caras com 3 a 5 vitórias consecutivas disputando o cinturão, mas hj vemos atletas como Holloway, Khabib e Ferguson com gigantes sequências de vitórias sem disputarem pelo título. McGregor foi quem criou toda a precedência pra essas anomalias congestionando duas categorias com suas arbitrariedades enquanto outros limpam a categoria sem nem estarem na condição de campeões.
    Pensem aí: Nurma ou Ferguson campeões ainda tem sorte de defenderem o cinturão mais vezes pela categoria ser superpopulosa. Porém, Holloway mesmo teria no momento só o Edgar e, talvez, o Mendes de revelantes, se passar por Pettis e Aldo. Poderia ter o Doo Ho Choi ou o Ortega pra lutarem pelo cinturão tb, mas ainda estão lá no fundão da categoria e pra esses passarem pelo paredão do TOP 5 dos Penas é algo que hj viola as leis normais da probabilidade.
    Enfim, a gerência do UFC de um ano e meio pra cá tem sido lamentável.

    • Claudio Gomez

      Cara, não foi o McGregor. Foi o UFC. O McGregor está fazendo o certo, tremenda carreira dele, usando com inteligência que pouquíssimos têm a excelente tríade que ele tem de esforço-talento-sorte. (velha máxima de que a culpa não é do jogador, é do técnico que põe o cara pra jogar)

      E o UFC fica no meio do caminho, entre ganhar dinheiro imediato e fazer o que é melhor para a organização no longo prazo. Aí fica esse caminho torto, mesmo. Eles prefeririam não ter aberto esse monte de exceção para o irlandês, mas ele enche o bolso de todo mundo de dinheiro; logo, abriram.

      Agora que tem uma brecha, o UFC quer desentortar com uma medida torta aquilo que eles mesmos foram entortando com o tempo.

      E, de verdade, se aparecer outro cara com o poder de barganha do McGregor de novo, vai acontecer de novo. É parte entretenimento, parte esporte; e a administração da organização sempre vai levar isso na base do morde-e-assopra.

  • Leo Corrêa

    Ridículo mesmo. Se pelo menos o cinturão interino assegurasse que seu detentor seria indiscutivelmente o próximo pelo TS, tudo bem. Mas, como sabemos…

  • FabioH

    Esse interino do Holloway x Pettis realmente foi uma gambiarra daquelas…

Tags: , , , ,