E a bomba cai no colo de… Rampage!

Renato Rebelo | 11/07/2012 às 07:03

 

Alt

Montado em Kingsbury

Há pouco mais de um mês, Dana White expôs publicamente que Shogun havia se recusado a enfrentar Glover Teixeira. Frustrado com a dificuldade de casar uma luta para o mineiro recém-chegado ao UFC, o careca soltou mais:

Ninguém quer lutar com esse cara” – Dana White.

Para quem só tem a demolição de Kyle Kingsbury no UFC 146 em mente, vale lembrar que Glover está invicto desde 2005 e, de lá pra cá, acumula 16 vitórias – sendo 15 por nocaute ou finalização- e sua ausência em grandes eventos se deve por problemas legais com a imigração americana – que o impediam de entrar no país.

Prezando pelo bem estar de seus funcionários, o UFC concede o poder do veto (usado por Shogun), caso o atleta não julgue interessante uma luta que lhe foi proposta. Com isso em mente, como botar para trabalhar o duro e relativamente desconhecido ex-sparring de Chuck Liddell?

Ora, vamos empurrar para alguém que não tem futuro na organização. Alguém que reclame dos pagamentos, da falta de prestígio e que não leva mais o MMA tão a sério. Alguém que venha de derrota e só tem mais uma apresentação prevista por contrato, deve ter pensado o “casador de lutas” Joe Silva.

A busca rápida só apontou um nome com o filtro ´meio-pesado´ ticado: Quinton Jackson.

Melhor pra nós, que veremos os dois chegando a vias de fato no UFC 153, no Rio de Janeiro. Pior para Rampage, que, se focar na carreira de ator e deixar os treinos em segundo plano, terá uma despedida bem melancólica do UFC e, talvez, de sua carreira vitoriosa.

O que acham?

  • Clailton Souza

    Como era temido o Glover antes da derrota pro Jon Jone.

Tags: , , , , ,