Por que a volta do homem mau é tão boa para o UFC?

Lucas Carrano | 21/01/2014 às 22:36

Nas últimas semanas, o burburinho em torno da volta de Brock Lesnar ao UFC cresceu.

De uma hipótese remota, muito mais associada a uma provável divulgação do norte-americano para o WWE (principal evento de pro-wrestling/telecatch), a história se tornou mais verossímil depois da mais recente declaração de Dana White sobre o assunto.

Após a coletiva de imprensa do UFC Fight Night 35, o dirigente confirmou que vem mantendo contato com o ex-campeão dos pesados e que há a possibilidade de Lesnar retornar ao quadro de atletas da organização, caso realmente mantenha seu interesse em fazê-lo.

Se Brock Lesnar quiser voltar a lutar no UFC, há uma possibilidade disso acontecer – mandou o careca.

tumblr_m2lht5AYMZ1qzx70zo1_1280

Brock marmelando

Diante de tal cenário, qual seriam os benefícios da volta do Homem Mais Malvado do Planeta (como ele se auto-intitulava) ao Ultimate?

E, principalmente, o que justificaria tal posicionamento de ambas as partes?

Bom, Renato Rebelo já publicou AQUI uma coluna em que aponta, com propriedade, as razões pelas quais o ano de 2014 promete ser austero para o Ultimate.

Com Georges St. Pierre fora de cena, Jon Jones demorando mais que a estimativa inicial para retornar, Anderson Silva se recuperando da fratura na perna e campeões como Anthony Pettis e Cain Velasquez no estaleiro após passarem por cirurgias, o fardo se torna pesado demais para a nova geração carregar.

É aí que um controverso “popstar”, que atrai multidões, cairia como uma luva.

Financeiramente a expectativa é grande.

O Gorila Albino detém três das cinco maiores vendas de pay-per-view da história do MMA – incluindo a maior delas, com a revanche contra Frank Mir no histórico UFC 100.

Além disso, o gigante traz mídia espontânea para o evento, o que, em termos de imagem, pode se traduzir em mais e mais cifras.

Brock_Overeem_03

Overeem encerrando a carreira do wrestler no MMA

Mas engana-se quem pensa que a grana fluiria somente para os cofres da Zuffa.

Certa vez, em entrevista, Dana White revelou que já chegou a pagar US 5 milhões para um atleta por uma luta.

O chefão não abriu o jogo sobre quem era o fulano ou qual o evento, mas é quase certo que o sujeito em questão seja Brock Lesnar e a edição mencionada o UFC 100.

O valor citado não é muito distante do que se estima que Lesnar ganhe anualmente no WWE – onde, é bom que se diga, talvez seja o atleta que possua o contrato mais cheio de regalias.

A questão é que esse é seu faturamento anual no pro-wrestling e poderia lhe ser pago por cada presença no octógono.

Além disso, é inegável que a projeção global oferecida pelo UFC supera, e muito, o alcance do WWE.

Assim, Brock poderia faturar ainda mais com fontes alternativas, como patrocinadores, produtos e marcas licenciadas e empreendimentos próprios.

No âmbito esportivo, Lesnar também poderia representar um bom aditivo ao plantel de pesados do Ultimate.

Com o surpreendente Travis Browne, a volta por cima de Fabrício Werdum, o retorno de Josh Barnett e a presença de Junior Cigano, não é possível classificar o momento da divisão como uma entressafra.

Porém, ainda não é a condição desejável para a categoria mais popular dos esportes de combate e certamente a chegada de um ex-campeão como Brock em boas condições físicas elevaria o grupo a um novo nível.

Ele sente que esteve lutando com 40% (do seu potencial). Acha que um Brock Lesnar 100% poderia ter feito muito melhor. Eu disse a ele, ‘você está louco. Você veio aqui com uma luta e se tornou o campeão! – disse Dana, calçando o sapato de promotor.

ufc116_11_lesnar_vs_carwin_014

Shane Carwin: última vitima de Brock

Por fim, cito um aspecto mais particular, mas que pode também ser levado em conta para avaliar o impacto de uma possível chegada de Lesnar ao UFC.

Com alguns anos de experiência produzindo notícias diariamente sobre MMA, a gente já fica calejado e sabe quais nomes atraem mais a atenção do público, e rendem mais visualizações para as matérias.

Entre os brasileiros, Anderson Silva, Vitor Belfort e Wanderlei Silva se destacam.

No grupo dos estrangeiros, Georges St. Pierre, Chael Sonnen e Jon Jones sempre garantem bons acessos.

Mesmo aposentado, Fedor Emelianenko também costuma despertar a atenção dos leitores, seja comentando sobre os fracassos de sua negociação com o Ultimate ou carregando a tocha das Olimpíadas de Inverno.

Além dos citados, soma-se à lista, ele, Brock Lesnar.

O gigante tem ótimo potencial de engajamento, com diversos comentários sobre as notas das quais é personagem principal.

Confesso que ao começar a redigir esta coluna pensei: “Lucas, que tal não encerrar com uma pergunta desta vez?”.

Ciente do fracasso na empreitada proposta, não me contenho de curiosidade e pergunto aos leitores:

E vocês, gostariam de ver Brock Lesnar novamente no UFC?

  • Renan Trindade

    Sincermente? Eu gostaria. Não acho que ele chegaria nem perto do título, mas seria capaz de fazer boas superlutas e geraria mais renda e notoriedade pro nosso esporte.

  • Renato Rebelo

    Sempre que ventilam o retorno do Broca, não sei pq, me vem o nome do Minota na cabeça. Espero estar bem enganado quanto a essa premonição…

    • zagolee

      Exato Rebelo. Minotauro contra Lesnar não queimaria nenhum dos dois em caso de derrota, mas no caso de uma vitória de um cara menos rankeado com o Lesnar se tornaria apenas escada dos outros no UFC e o gorila dos ovos de ouro acabaria com sua áurea enigmática… kkk!

      • Lucas Pereira Carrano

        Não sei, Zagolee. O Renato e eu andamos conversando sobre um hipotético Minota vs Broca e a primeira coisa a se fazer seria deixar o SAMU de sobreaviso.

        • zagolee

          Ahhh sim… kkk! Eu pensava sobre a questão do rankeamento, mas no caso específico da luta imagina o Minotauro finalizar o ogro albino seria o ápice do apogeu do cume… kkk!

    • Leo Ferreira

      Realmente Renato, acho na verdade um perigo muito grande pro Minota, mas seria espetacular.

  • Cristiano Gonçalves

    Muito fraco não sabe trocar, não tem jiu jistu bom não sabe chutar só usa força bruta não representa nenhumas da principais artes marciais eu acho ele FRACO o WWE é idiotice pura, impressiona apenas pelo tamanho como BOB SAP só isso

    • Alexandre Matos

      Brock Lesnar foi campeão e vice da Divisão I da NCAA na luta universitária, duas vezes all-american nas duas temporadas que disputou, com retrospecto de 106-5 no wrestling universitário e boa chance de ter feito parte da seleção olímpica de 2000. No MMA foi o único cara até hoje a ter botado o Cain Velasquez pra baixo e espancou Randy Couture e Frank Mir. Ele tá longe de ser muito fraco e que só impressiona pelo tamanho.

      • Marcus Vinícius

        Sem contar a virada sensacional contra o Shane Carwin.

  • Diego Parente

    Um dos poucos caras que fez o preguiçoso Mir voltar a focar em seus treinos e, ainda sim, ser derrotado. Pra quem acompanha a carreira de Mir e sabe de seu potencial, isto, por si só, já demonstra que Lesnar não é apenas mais um freak.

  • Bruno Tanuri

    peso pesado bem mediano… seria bom somente para o UFC, pois é um cara que a seu favor tem somente o tamanho e as quedas, e só! tirando o fator financeiro nao vejo por que o cara voltar para o UFC e virar saco de pancadas de caras como JDS, Overeem, Travis Browne e Cain. Ele pode se criar com alguns da categoria, mas duvido muito que volte e consiga lutar por cinturão, a nao ser se for por meritos como o do Sonnen com o JJ a boca grande .

  • Jeferson Souza

    E acho mto bom, já q mtos grandes nomes estão fora por um tempo, seria sensacional ver Borck Lesner no octógono novamente!!!

Tags: