Sexto Round palpita Anderson Silva x Weidman

admin | 28/12/2013 às 15:55

Para delírio da numerosa torcida brasileira presente no cassino MGM Grand, em Las Vegas, Anderson Silva abandonou sua tradicional postura com as mãos juntas ao corpo na encarada pós-pesagem.

Dessa vez, o brasileiro deu um passo pra trás, fechou a guarda e cerrou os dentes.

Sinal de que teremos um “Spider” mais comedido e focado no octógono?

Chris Weidman, atual campeão, foi pra cima mascando chiclete e exalando confiança.

A adrenalina é tamanha que, na hora H, fica até difícil cravar um palpite.

De qualquer forma, vamos aos chutes das Mães Dinahs do Sexto Round:

FERNANDO

Fernando Cappelli

No UFC 162, a soberba excessiva e um erro técnico de movimentação chocaram o mundo e carimbaram a primeira derrota de Anderson Silva em anos. A revanche, na edição 168, será a chance cabal para o brasileiro saber se o passado não contaminará o presente. De forma geral, a expectativa é saber se o “Spider” transformou as sequelas do revés em pontos positivos, ou se caiu em um processo turvo de transformação de um atleta que flutuará no limbo das glórias conquistadas anteriormente na carreira. Campeão que manteve reinado discreto até o tira-teima, Weidman provavelmente vai apostar em um jogo de fintas e ameaças de trocas de golpes – que atraia o adversário e o possibilite desenvolver o combate no “infight” mais puro, direto e reto. No primeiro encontro, o norte-americano derrubou Anderson facilmente e teve alguns bons lampejos no trabalho de solo. Ainda levanto pelo menos uma das sobrancelhas se realmente creio que um novo Anderson subirá ao octógono. Não espero mudanças drásticas na técnica do Spider, mas ele deve estar bem mais ligado e comedido contra o atual campeão. O uso inteligente dos jabs e chutes baixos possibilitará o brasileiro domar distâncias. Não será nenhuma surpresa se Weidman impor seu jogo, cravar o brasileiro no solo durante cinco rounds e faturar a vitória nos pontos ou finalização. Mas (ainda) vou apostar em Anderson, por nocaute.

RENATO_EDITRenato Rebelo

Vou direto ao ponto. Se Anderson Silva e Chris Weidman saissem na mão numa sala fechada, sem testemunhas, apostaria cenzão no garotão de 29 anos. No entanto, ignorar o “fator X” que o maior lutador da história do UFC traz à mesa beira a negligência. O nocaute no UFC 162 não pode camuflar o irrefutável fato de que o “Spider” tirou o “All-American” completamente de seu elemento. Exageros à parte, o jogo de nervos foi tão caprichado que o condecorado wrestler passou a caçar em pé um craque do muay thai. Até o desfecho, Weidman bailou bonito conforme a música – e a prova cabal desse nervosismo extremo é que, mesmo com Anderson imóvel no chão, o atual campeão desferiu seis socos derradeiros e errou quatro! Com tanta pressão e globos oculares em sua direção, é complicadíssimo não cair na teia da gélida e ardilosa aranha. Vejo Weidman amassando Anderson um bocado no chão – até entrar na pilha, decidir “fazer um buraco no peito do rival” (como pediu seu córner Ray Longo na primeira luta) e ser deitado. Anderson Silva por TKO no terceiro round.

LUCASLucas Lutkus

De um lado, o Aranha vem para trocar e nocautear – apostando na esquiva e na guarda baixa. Do outro, o All American quer mais é sufocar o brasileiro no chão, com quedas e tentativas de finalização. Muito se diz sobre o MMA ser um esporte individual, mas vale lembrar que Weidman tinha uma peça importante faltando no primeiro embate: seu treinador de jiu-jítsu, mentor e ex-campeão Matt Serra. O “Terror” foi obrigado a acompanhar o nocaute mais importante dos últimos tempos pela TV graças ao nascimento de seu filho. Agora, a voz do campeão do TUF 4 estará ao lado de Weidman e, na minha opinião, fará a diferença. Vejo Weidman conseguindo a queda no R1 e novamente buscando a perna – mas, dessa vez, com seu mestre no ouvido e a pressão de deter o cinturão, ele apertará com mais força. Três tapinhas, chave de calcanhar e a vitória de Weidman aos 2:13 do primeiro round. Prometo, também, passar o meu palpite da Mega Sena da Virada caso acerte em cheio por aqui.

E pra vocês, amigos, quem leva essa?

  • Jonathas Silveira

    Anderson devia esquivar, esquivar e contragolpear como fez com Forrest Griffin e conseguir o TKO no 2 round.

  • Rodrigo OLiveira

    Eu nunca vi um dia tão longo como o de hoje. Parece que chegará segunda feira, mas não chega a hora da luta. Aposto no Spider por nocaute, mas prevejo o brasileiro levando uma pressão inicial, com tentativas de quedas por parte do americano e Anderson defendendo bem. Tbm prevejo o Aranha brincando como na luta anterior, mas muito mais cauteloso com relação a distância, não deixando o americano se aproximar muito. Passada a pressão inicial, acho que Anderson volta pilhado pro 2 round e disposto a encerrar a bagaça por KO sem muita conversa. Não apostaria nem uma bituca de cigarro nisso, mas é isso que acho que sucederá logo mais!

  • Leo Ferreira

    Eu vejo o Spider preparado para lutar tanto no solo quanto em pé e frustrando Weidman no primeiro round. Anderson já se virou bem com atletas com um nivel de solo tão apurado quanto o atual campeão e vai provar que o que o fez cair foi um erro técnico e não uma superioridade de Weidman. Aposto num nocaute técnico logo no inicio do 2º round ou mesmo no 3º.

  • Igor Hohn Melotto

    Ótimas análises. Todas as apostas com justificativas convincentes.

  • gero

    Todos que fizeram suas previsões aqui se deram mal, porque o AS perdeu feio pro CW. Conclusão, vcs não entendem nada de luta.

Tags: , ,