Soco de sorte? Weidman e o golpe que derrubou A.S.

Renato Rebelo | 25/12/2013 às 21:22

O cruzado de canhota que desmontou Anderson Silva no UFC 162 pegou não só meio mundo de surpresa, mas, provavelmente, até o indivíduo por trás do punho.

De qualquer forma, a comoção causada pelo golpe não o transforma automaticamente numa casualidade – como disse, há alguns meses, o ex-campeão dos médios à emissora americana ESPN.

Chris Weidman, novo detentor do cinturão, tem outra tese para o famigerado momento.

Confira:

  • Rone Lima

    Resposta inteligente do Chris. De fato se ninguém cometesse erros, O que define a luta é a capacidade de capitalizar esses erros.
    Um grande exemplo disso foi o Nocaute com aquela ponteira que o Anderson acertou no vitor. Enquanto o vitor estava se movimentando bem, o Anderson não fez nada durante a luta, mas bastou o vitor parar a movimentação para o Anderson aproveitar o momento e desferir aquele nocaute épico.

  • zagolee

    É a velha discussão paradoxal sobre quem acertou ou errou, na verdade, ambos capitalizaram com a luta ganhando ou perdendo… Um sofreu mais com a lesão!

    Anderson poderá competir normalmente depois, minha recomendação é que resgate o estilo elusivo e heterodoxo feat Anderson Spider Silva. (Vitória na certa!)

    Weidman tem que ficar quieto e pensar numa estratégia para vencer Belfort que vem no auge da forma e equilíbrio mental perfeito!

    Agora é aguentar as críticas ao MMA que violento e tal, realmente é um saco!

    Violência é a carga tributária deste país, os imbecis do trânsito, etc et al…

Tags: , ,