Atacando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC on Fox 9

Renato Rebelo | 16/12/2013 às 17:06

Com o UFC on Fox 9 nos livros, chegou a hora desse pretensioso jornaleiro que vos fala vestir o chapéu de “matchmaker”.

Mantendo os pés no chão, dispensando confrontos improváveis e ignorando atletas já comprometidos, cheguei aos seguintes casamentos:

NUM1Demetrious Johnson x John Lineker

Antes de me acusarem de patriotada, explico. Na divisão masculina mais rasa do Ultimate, simplesmente não há outra opção – além de manter o campeão no sofá por bastante tempo. Brad Pickett, um dos dois únicos homens a derrotarem “Mighty Mouse”, chega à categoria com duas derrotas em três lutas para encarar Ian McCall – batido por Johnson e Joseph Benavidez num curto espaço de oito meses. Além desses, John Dodson e John Moraga também caíram diante do Ratinho Encrenqueiro recentemente. Mesmo com problemas crônicos para bater os 57kg, vale lembrar que “Mão de Pedra” acumulou quatro triunfos entre 2012 e 2013. Da série “não tem tu, vai tu mesmo”, o novo reforço da American Top Team me parece o mais qualificado no momento.

NUM2Urijah Faber x Renan Barão / Dominick Cruz

No passado, era só o “Califórnia Kid” receber um “title shot” para começar aquela chiadeira ensurdecedora. Mas, pensem comigo. Existe lutador mais popular no planeta com menos de 70kg? Se esse argumento não lhe comove, vá à lista dos 10 melhores pesos-galos e me responda: o que Michael McDonald, Raphael Assunção, Eddie Wineland, Scott Jorgensen, Takeya Mizugaki e Ivan Mejivar têm em comum? O último obstáculo entre Faber e a quinta disputa de cinturão da carreira foi removido no último sábado. Se será campeão ou vice de novo são outros quinhentos…

NUM3Chad Mendes x Cub Swanson

José Aldo e Ricardo Lamas só pisam no octógono em dois meses. Até lá, que tal uma cobrança de  falta rápida para decidir qual desses caras – que já foram nocauteados pelo campeão e vêm de cinco vitórias consecutivas- merece uma segunda chance? Juntos, “Money” e Swanson limparam quase toda a divisão – mas, infelizmente, o aluno de Dedé Pederneiras não pode lutar com dois ao mesmo tempo. Como diria Jay-Z, não há igreja no velho oeste

NUM4Joe Lauzon x Michael Chiesa

“J-Lau” é daqueles que, na montada, prefere ir pro armlock ao invés de descer a marreta. Seu jiu-jítsu “prafrentex”, tanto por baixo quanto por cima, nunca falha em render fortes emoções contra gente disposta a trocar um lero no chão. O “Maverick”, wrestler que se apaixonou pela arte suave, também tem o ótimo costume de finalizar ou ser finalizado. Essa renderia até de quimono…

NUM5Edson Barboza x Bobby Green

Confesso que enxerguei 10 a 8 para Danny Catillo no primeiro round – e, consequentemente, o empate. De qualquer forma, o friburguense precisa fazer mais de barulho para ingressar no clube dos 10 mais. Vivendo situação compatível, o “Rei” dominou recentemente Jacob Volkmann, James Krause e Pat Healy com mestria. Duelo de promessas a médio prazo. Quem leva?

Ideias do que propor aos derrotados Joseph Benavidez e Michael McDonald, amigos?

Tags: ,