Sexto Round palpita: Benavidez x Johnson

admin | 13/12/2013 às 21:38

Para tirar a teima deixada pela decisão dividida no UFC 152, Demetrious Johnson e Joseph Benavidez voltam a colidir pelo cinturão da categoria até 57 quilos.

O palco para a batalha principal do UFC on Fox 9 deste sábado será a “Sleep Train Arena”, em Sacramento, Califórnia.

Sem mais delongas, vamos aos chutes das Mães Dinahs do Sexto Round:

FERNANDOFernando Cappelli 

O primeiro combate entre ambos deixou muita gente com aquela ‘cara de paisagem’ típica dos resultados parelhos em excesso. De qualquer forma, moscas como Demetrious Johnson e Joe Benavidez demonstram alto grau em um dos aspectos mais difíceis de serem dominados na prática das multimodalidades do MMA: as transições. É um tal de chuta/empurra/soca/esquiva/clincha/solo/levanta/parte pra porrada de novo… de cair o queixo. Na luta anterior, Benavidez teve dificuldades em lidar com a movimentação evasiva e perigosamente calculada de Johnson. Mas foi bem orientado no córner, passou a mudar constantemente de base para evitar os escapes do adversário e aplicou bons golpes. Mas o Mighty Mouse fez prevalecer o volume de golpes e teve ligeira vantagem na sessão ‘melhores momentos’. Benavidez tem mais poder de punch, mas Johnson tem mais jeitão de que não perderá o reinado na categoria tão cedo. Ele mais uma vez sairá do octógono vitorioso e manterá o cinturão por mais alguns meses após nova decisão por pontos.

RENATO_EDITRenato Rebelo

Dentre os quase 500 atletas que Dana White tem sob contrato, nenhum é mais ágil que Demetrious Johnson. “Mighty Mouse” dificilmente nocauteia, mas o entre e sai frenético, misturando mão com entradas de quedas e chutes, é insuportável para a maioria dos mamíferos. No primeiro encontro entre os rivais, Benavidez abusou da agressividade e caiu feito patinho na arapuca do velocista. Apesar da decisão apertada, ficou uma lição para o Alpha Male: não dá pra suplantar Johnson no volume. A saída é armar a ratoeira perfeita contra o camundongo. E aí que entra o fator X na parada – chamado Duane Ludwig. Pelo que sai na imprensa, desde que assumiu o comando técnico da equipe californiana, ”Bang” obriga os bichinhos a repetir diariamente 100, mil vezes as mesmas combinações de socos e chutes. De lá pra cá, Chad Mendes já nocauteou quatro, “Joejitsu”, TJ Dillashaw e Andre Fili dois. Benavidez, além do “punch” incomum para homens de até 57kg, anda trabalhando com maestria a linha de cintura antes de atacar a cabeça. Sendo assim, vejo dois cenários possíveis. O primeiro é Johnson desfigurado e Benavidez de cara limpa – mas com o campeão mantendo o cinturão na sustância, exatamente como vimos em Georges St-Pierre x Johny Hendricks. No segundo, que será meu palpite final, o desafiante adota postura ponderada – poupando energia pra soltar os cachorros em ataques definitivos-, encaixa um ganchão no fígado e liquida a fatura no chão. TKO no R2 e neeeeeeeew!

E pra vocês, amigos, quem leva essa?

Abraços.

Tags: , ,